Pesquisar

terça-feira, 25 de junho de 2019

Nana Kozak - Lançamento do seu primeiro CD 'Ouça a mulher do novo dia'


Carioca, a cantora Nana Kozak, sobe ao palco do Teatro Rival Petrobras, na Cinelândia, para o show de lançamento do seu primeiro CD “Ouça a mulher do novo dia”. O álbum que passeia por baladas, sambas, blues, tambores d'África será apresentado ao público no dia 26 de junho, às 19h30.

Nana kozak dará voz a músicas como "Caminho Das Águas", "Rompante", "A História de Lily Braun", "Ah, Se Eu Vou", “Eu sou Assim”. Mas, o ponto alto do show promete ser a interpretação de “Ouça a mulher do novo dia”, música que dá nome ao seu primeiro disco, que além deste single traz outras 11 canções (11 inéditas e 1 regravação). Composta por Caio Prado especialmente para Nana Kozak, e cujos versos carinhosamente passeiam pelas facetas da cantora “Ouça a mulher do novo dia” destaca a mulher contemporânea. Aliás, o CD trabalha com sete canções escritas só por mulheres ou em parcerias, uma marca do trabalho da cantora é a colocar a mulher em movimento em seu trabalho.

Em verdade todo o trabalho é majoritariamente fêmeo. Nana canta acompanhada pela Banda Perfumada, composta exclusivamente por mulheres e vem buscando formar um coletivo de mulheres trabalhadoras em todas as áreas afins, apontando o canhão de luz para a mulher no cenário da música. E isso casa perfeitamente com a proposta deste primeiro trabalho gravado, que se fundamenta em histórias cantadas e expõe as várias possibilidades desta “Mulher do Novo Dia” que quer ser ouvida.

No show o público verá Nana percorrendo as influências e estilos da canção brasileira para levar aos ouvintes as experiências da palavra cantada. A cantora deseja levar ao grande público os dramas, as dores e as delícias do universo feminino através de uma surpreendente experiência sensorial musical.

Vida musical
Desde pequena, Nana Kozak apontou para as artes. Estudou dança e teatro por 10 anos em Brasília, onde foi criada. Entretanto, o DNA da avó cantora e as rodas de violão com os amigos indicaram outra direção: A Música. Quando voltou ao Rio de Janeiro, aos 17 anos, participou de vários corais, saraus, festivais, se jogou nas casas noturnas e foi estudar música na Escola Villa Lobos.

Além de cantar em muitos bares, restaurantes e afins, integrou-se em diversos projetos e festivais, e teve a oportunidade de se apresentar em várias casas excepcionais do Rio Janeiro (Teatro Rival, Sala Funarte, SESC Niterói e Madureira, Teatro Café Pequeno, Centro de Referência da Música Carioca, Casa de Cultura Laura Alvim, Teatro Ziembinsk, Sala Baden Powell, Teatro SESI Graça Aranha).

No caminho conheceu músicos e compositores consagrados ou em início de carreira e foi fazendo as costuras de musicalidades, timbres e experiências musicais e de vida, que culminaram no desejo de gravar um disco que expressasse a colcha de bons retalhos musicais em que se transformou seu cantar.

Serviço
Teatro Rival Petrobras - Rua Álvaro Alvim, 33/37 - Centro/Cinelândia - Rio de Janeiro. Data: 26 de junho (quarta). Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Ingressos: R$ 60,00 (Inteira), R$ 40,00 (Promoção para os 100 Primeiros Pagantes), R$ 30,00 (meia-entrada) Venda antecipada pela Eventim - http://bit.ly/TeatroRival_Ingressos2GIaEKp  Bilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h Censura: 18 anos. www.rivalpetrobras.com.br. Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 350 pessoas. Metrô/VLT: Estação Cinelândia.
*Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública, Funcionários da Petrobras, Clientes com Cartão Petrobras e Assinantes O Globo