Pesquisar

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Rodica faz show do CD “Blues in My Blood”, na terça-feira, 19 de junho, no CCJF, no Centro

Fotos: Cecilia Pederzoli / Guarim de Lorena / Tim Filho

Antropóloga e pronfunda conhecedora das interfaces entre a música negra americana e brasileira, cantora se apresenta com a banda Blues Groovers, resgatando o soul, blues e o groove de Hownlin’ Wolf, John Prine, John Lewis Parker, Bill Whiters, dentre outros

Na terça-feira, dia 19 de junho, o palco do Centro Cultural da Justiça Federal, na Cinelândia, no Centro, ficará pequeno diante da importância do resgate musical, mais precisamente no que concerne "à" história de matizes negras do blues, folk e soul. A cantora Rodica vai apresentar pérolas deste cancioneiro americano, acompanhada pela banda Blues Groovers, interpretando canções de seu último CD “Blues in my Blood”, de autores como Hownlin’ Wolf, John Prine, John Lewis Parker, Bill Whiters, J.B. Lenoir, Chris Smither, Anthony Newley e Leslie Bricusse, dentre outros.

Originalmente de Boston (EUA), a cantora é uma estudiosa da música popular norte-americana e tem se destacado no cenário musical não apenas por sua pesquisa na área cultural, mas também por sua originalidade como uma intérprete de voz inconfundível.  Além de ser cantora, ela também é antropóloga, o que se reflete na natureza de suas pesquisas; ela está sempre atenta para os contextos nos quais surgem as diversas expressões musicais.

O repertório do show e do CD “Blues in my Blood” nos remete a uma jornada que revela as várias ramificações do blues, no seu diálogo com outros gêneros musicais como o jazz, o country, folk e soul.  Mostra também a riqueza da tradicão do blues, que consegue interagir com outras vertentes sem, no entanto, perder suas origens. No CD, Rodica reuniu um time respeitável de músicos brasileiros para acompanhá-lá num rico e instigante repertório.  O álbum contou com diversas participações especiais – como os integrantes do Julio Bittencourt Trio, o cantor e percussionista mineiro Sérgio Pererê e o cantor carioca Ricardo Werther. 

RODICA
A partir de 2001, Rodica formou duas bandas em Belo Horizonte e iniciou um trabalho que tinha como objetivo principal demonstrar as várias manifestações da música afro-americana, desde os spirituals e canções de trabalho, chegando ao blues e ao jazz.  Tem se apresentado regularmente em casas de shows e teatros de Belo Horizonte e do interior de Minas Gerais, no circuito SESC de São Paulo e participado de importantes eventos e festivais do gênero. Vale destacar a participação da cantora nos seguintes festivais: Festival de Jazz (Governador Valadares - MG – 2005 & 2015), Festival de Blues de Ibitipoca, MG (2006 & 2009), Festival de Blues e Jazz (Campos, RJ - 2007), Festival “Tudo é Jazz” (Ouro Preto, MG - 2008), SESC Blues & Jazz Festival (Barra Mansa, RJ - 2009), Festival de Jazz & Blues de Shopping Barra Garden (RJ, RJ - 2010), Savassi Festival de Jazz (Belo Horizonte, MG - 2010), Festival de Inverno de Itabira (Itabira, MG - 2010), Festival de Inverno de Perdões, MG (2010), Penedo Blues Festival (Penedo, RJ - 2010 & 2011), 1 Pensador Blues Festival (Curitiba, Paraná - 2010), Canoa Blues Festival (Canoa Quebrada, Ceará - 2013), Petrópolis Jazz & Blues Festival (Petrópolis, RJ – 2013).

Em agosto de 2009, Rodica mudou-se para o Rio de Janeiro, onde tem conseguido ampliar seu leque de parcerias musicais e dar continuidade aos seus trabalhos.  Atualmente trabalha com Julio Bittencourt Trio (SP) e Blues Groovers (RJ) em dois formatos de show bem distintos.

Nos últimos anos, a intensificação de seus estudos sobre as interfaces entre a música negra norte-americana e a música brasileira tem promovido, naturalmente, uma mudança importante na carreira musical da artista.  Há seis anos, em parceria com o cantor e compositor Sérgio Pererê (MG), Rodica vem desenvolvendo um trabalho de pesquisa que relaciona a música de matriz negra produzida no Brasil, em suas múltiplas manifestações, com as canções dos trabalhadores/as afro-americanos/as do início de século XX. Um dos frutos desta pesquisa é a criação do show “Rosário de Peixes: Um Encontro inusitado entre o blues de raiz e a música afro-brasileira”, que teve sua estréia no Palácio das Artes- Sala Juvenal Dias em junho de 2007 (BH/MG). Foi também uma das atrações da 7° Edição do Festival Internacional de Jazz de Ouro Preto – Tudo é Jazz 2008, quando teve a participação especial do violonista e compositor Gilvan de Oliveira.

CURTA O BLOG DO LOURENÇO NO FACEBOOK

Em julho de 2009, Rodica lançou seu primeiro disco, o CD “Do Mississipi ao São Francisco”, que apresentou ao público os resultados de sua pesquisa desenvolvida ao longo destes anos.  O CD apresenta canções de sua autoria e parceiros, além de canções tradicionais afro-americanas chamadas de “spirituals”, a expressão mais originária do blues. Este álbum conta com participações especiais do gaitista e cantor paulista Vasco Faé, do cantor e percussionista Sérgio Pererê e da cantora Titane, ambos artistas  de Minas Gerais.

No Rio de Janeiro Rodica firmou parceria com o Blues Groovers e partiu para uma nova frente de trabalho, que teve como resultado seu segundo CD: “Blues in my Blood”, lançado em 2012.

Serviço
19 de junho, terça-feira – Rodica faz show de relançamento do CD “Blues in my blood” no CCJF
Hora: 19 horas
Ingresso: R$ 40,00 (R$ 20,00 - meia legal)
Faixa Etária: Livre
Endereço: Avenida Rio Branco, 241 - Cinelândia
Tel.: 3261-2550
(Bilheteria aberta no dia do show, a partir das 16 horas.)
Aceita dinheiro e cartão de débito no dia do show, na bilheteria
site: www.rodica.com.br 
www.myspace.com/rodicablues