Pesquisar

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Joyce Cândido faz tributo a Elis Regina na quinta, dia 16, no Inverso Gávea

 35 anos de saudades: show no Jockey Club será uma homenagem à grande intérprete da música brasileira e vai reunir clássicos como Velha Roupa Colorida , Como Nossos Pais, Águas de Março, Ladeira da Preguiça , dentre outras

No próximo dia 16 de fevereiro, quinta-feira, às 21h, a cantora Joyce Cândido fará um tributo a uma das maiores lendas da música brasileira. O show, em memória aos 35 anos da saída de cena de Elis Regina – a cantora faleceu no dia 19 de janeiro de 1982 – será no Inverso Gávea, localizado no Jockey Club, na Gávea. Com roteiro de Renato Forin Jr e acompanhada por Fernando Merlino (piano) Rodrigo Serra (bateria) e Jefferson Lescowich (baixo), Joyce Candido vai apresentar um expressivo apanhado da carreira de Elis, reunindo canções como Pois É (Tom Jobim/Chico Buarque), Nada Será como Antes (Milton Nascimento/Ronaldo Bastos), Construção (Chico Buarque), O Morro Não Tem Vez (Tom Jobim/Vinicius de Moraes) e ainda Águas de Março (Tom Jobim), Ladeira da Preguiça (Gilberto Gil), Velha Roupa Colorida e Como Nossos Pais, ambas de Belchior, dentre outras.
 
A carreira da cantora paulista Joyce Candido é vasta e diversa. Estudou piano no Conservatório Carlos Gomes, em Marília – SP.  Se formou em música pela Universidade Estadual de Londrina – UEL, no Paraná. Estreou na indústria da música em 2006 com seu primeiro CD “Panapaná”, produzido por João Vidotti. Em 2008 se mudou para Nova Iorque onde estudou canto, dança e teatro no Broadway Dance Center. Dois anos depois ganhou o prêmio de ” Melhor Cantora Brasileira nos Estados Unidos ” do Brazilian International Press Awards ao lado de Marcos Valle.
  
De volta ao Brasil em 2011, Joyce foi convidada para a lançar seu segundo álbum pela Biscoito Fino.  O CD “O Bom e Velho Samba Novo” tem produção de Alceu Maia, músico e produtor de vários artistas tais como Diogo Nogueira e Beth Carvalho. Em 2013, o projeto ganhou a versão ao vivo, CD e DVD, lançado pela Warner Music, dirigido por Bibi Ferreira  “É um prazer trabalhar com quem sabe o que faz, ela é profissional e comprometida. Uma grande cantora, uma linda pessoa e veio para ficar.” O DVD contou com a participação de ícones como João Bosco, Elza Soares, Carlinhos de Jesus e Toninho Geraes. 
Em 2015, lançou o EP  "O que sinto" (título da música de sua autoria e de Roberto Pontes), também pela Warner Music. Fez participação especial no show de Bibi Ferreira,  de Padre Fábio de Melo, de Toquinho, de Milton Nascimento e no DVD Sambabook de Jorge Aragão. Com seu samba elegante,  Joyce Cândido já representou o Brasil em diversos eventos europeus, como Womex Hungria e Espanha 2015 e 2016, , Midem 2014 em Cannes, França, e o Centenário do Samba em Portugal. Em 2016 se apresentou em diversos países incluindo Espanha, Hungria, República Tcheca, Holanda, Portugal, França, Itália, Alemanha, Itália e Inglaterra.


Se apresentou no Programa do Jô e no início de 2017 participou do programa Domingão do Faustão cantando em homenagem a Adoniran Barbosa e celebrando 10 anos de carreira. 
Joyce vem se destacando como uma das vozes mais promissoras da música brasileira.


SERVIÇO:
16/02 – quinta – Joyce Cândido faz tributo a Elis Regina no Inverso Gávea
INVERSO GÁVEA
Endereço: Praça Santos Dumont, 31 – Gávea – Rio de Janeiro
Tribuna A – entrada pelo portão principal.
Telefone: (21) 3687 9448
Instagram: inversogavea
Twitter: @inversogavea

Horário de funcionamento:
Segunda-feira: de 12h às 1h
Terça-feira: de 18h às 1h
Quarta-feira: de 18h às 1h 
Quinta-feira: de 12h às 2h
Sexta-feira: de 12h às 2h
Sábado: de 12h às 2h
Domingo: de 12h às 1h

Aceita os tickets refeição Sodexo, TR e Alelo
Aceita todos os cartões (Master, Amex, Visa, Diners e Elo)
Estacionamento no local
Não tem manobrista
Não tem metrô
Tem acesso para pessoas com deficiência física
Tem área para fumantes








REPERTÓRIO

Pois É (incidental/ à capella)
(Tom Jobim/Chico Buarque)
Como Nossos Pais
(Belchior)
Velha Roupa Colorida
(Belchior)
Nada Será como Antes
(Milton Nascimento/Ronaldo Bastos)
Arrastão
(Edu Lobo/Vinicius de Moraes)
Ladeira da Preguiça
(Gilberto Gil)
Meio de Campo
(Gilberto Gil)
O Morro Não Tem Vez (incidental)
(Tom Jobim/Vinicius de Moraes)
Saudosa Maloca
(Adoniran Barbosa)
Rancho da Goiabada
(João Bosco/Aldir Blanc)
Construção (incidental)
(Chico Buarque)
Deus Lhe Pague
(Chico Buarque)
O Morro Não Tem Vez (incidental)
(Tom Jobim/Vinicius de Moraes)
O Mestre-Sala dos Mares
(João Bosco/Aldir Blanc)
Influência do Jazz
(Carlos Lyra)
Águas de Março
(Tom Jobim)
Tatuagem
(Chico Buarque)
Soneto de Separação
(Vinicius de Moraes)
Atrás da Porta
(Chico Buarque)
É Com Esse que Eu Vou
(Pedro Caetano)
Menino das laranjas
(Théo de Barros)
Vou Deitar e Rolar
(Baden Powell/Paulo César Pinheiro)
Bala com Bala
(João Bosco)
Sonho de Maria (incidental)
(Marcos Valle/Paulo Sérgio Valle)
Maria Maria
(Milton Nascimento)
Maria Maria
(Milton Nascimento)
Romaria
(Renato Teixeira)
O Bêbado e A Equilibrista
(João Bosco/Aldir Blanc)
Travessia (incidental)
(Milton Nascimento)

BIS
Madalena
(Ivan Lins/Ronaldo Monteiro de Souza)





Fábio CezanneCezanne Comunicação - Assessoria de Imprensa em Cultura e Arte
www.cezannecomunicacao.com.br