Seja bem-vindo ao Blog do Lourenço! Obrigado por sua visita... Volte sempre!


terça-feira, 20 de dezembro de 2016

MARINA MIRANDA, EXTRAORDINÁRIA ATRIZ E COMEDIANTE RECEBE A HOMENAGEM PELOS SEUS 64 ANOS DE CARREIRA



De Luiz Carlos Lourenço 
Fotos de Daniel Marques 

O simpático Teatro Princesa Isabel, um dos polos de resistência da vida cênica do Rio de Janeiro, num gesto de amor de seu proprietário, Orlando Miranda, abriu as portas, ontem à noite, para homenagear uma lenda viva do humorismo brasileiro, a atriz e comediante MARINA MIRANDA, que, acompanhada das filhas, foi paparicada por uma legião de amigos por mais de três horas. Antes de seguir para o teatro, a comediante foi recebida nos salões do Werner Coiffeur Arpoador, na rua Francisco Otaviano, onde foi maquilada e preparada para receber a homenagem.




 Cercada de muitos amigos, Marina assistiu na primeira fila a sucessão de amigos cantando e dançando no palco do teatro decorado com painéis de fotos suas. Ali se revezaram excelentes cantores, músicos, dançarinos e comediantes. A iniciativa do evento partiu do ator e apresentador Fernando Resky e da atriz Paula Goodarth que coordenou a produção ao lado de Ayala Rossana. 
Com 84 anos de idade e 64 de carreira, Marina Miranda é a história viva da cultura nacional. Ela se tornou conhecida do público no humorístico “Balança Mas Não Cai”, da TV Globo, em 1982, ao lado do comediante e amigo Tião Macalé, com o bordão “Oh, nega difícil”

A família 

Participou da “Escolinha do Professor Raimundo” como dona Mandala, com Chico Anísio. Fez parte do elenco de “Os Trapalhões” de 1979 a 1987 e participou de diversas novelas na Globo e Record.
No ano passado, com o fim do Recnov, a atriz foi demitida da emissora dos bispos, mesmo tendo um contrato vitalício com o canal.
 Durante a homenagem à Marina Miranda, no foyer do teatro, foi colocada também à venda o livro com a biografia da atriz veterana BERTA LORAN: 90 ANOS DE HUMOR, que foi lançado esse ano, com uma super festa/homenagem no Oi Casa Grande. Parte do arrecadado na venda dos livros foi revertido para a comediante homenageada que participou do livro com um lindo depoimento à amiga Berta Loran.

 DANÇA E CANTO

 A bela noite foi iniciada com os dançarinos de um grupo de dança que apresentou o quadro "O Deus e os Mortos", sob a direção de Thiago da Silva e com música ao estilo hip hop de Timmy Turner. Em seguida, o palco foi ocupado pela atriz e comediante LEDA LUCIA, que, revivendo os belos números de teatro de revista, divertiu a platéia num improviso inteligente e que agradou a todos, num humor de alto nível.
 Paula Goodarth seguiu-se ao aplaudido número de Leda Lucia, dublando Grace Jones em seu mais famoso hit, o "a Vie en Rose"em ritmo de discoteca. Paula vestia um smooking feminino e saltos usados, traje complementado com um chapéu preto de paetês e strasses. Em seguida, uma dupla de dançarinos invadiu o palco, com LUCY REGENOLD e ALTAMIRO BARCELOS dançando com categoria e segurança o hit de Frank Sinatr, New York, New York.



 A atriz de cinema, teatro e TV, TERESA AMAYO, elegantemente vestida, também fez questão de homenagear Marina miranda, falando de improviso e ressaltando as qualidades da comediante.
 Um dos pontos altos da noite foi a apresentação de uma das mais conhecidas cantoras da noite carioca, VITORIA VIRTUS, que, acompanhada pelo excelente violonista e cantor JOTAN, interpretou Aquarela Brasileira e Vou Festejar. JOTAN, por seu turno, brilhou com dois sucessos de público, O Bebado e o Equilibrista e O que é, o que é.


 Seguiu-se a bela performance musical de uma das rainhas do rádio brasileiro, ELLEN DE LIMA, que, acompanhada de JOTAN, apresentou duas canções, sendo uma delas a famosa canção das misses. Além de cantar, ELLEN proferiu palavras emocionadas para a comediante MARINA MIRANDA, sendo muito aplaudida.
 A safra de cantoras de grande porte seguiu com a apresentação da bela KARINA DUQUE ESTRADA, finalista do The Voice Brasil, que recordou que durante cinco anos de sua infância, fez teatro infantil no Princesa Isabel. Ela interpretou Canta Brasil e Can´t Take My Eyes of you.


 Em seguida, brilhou no palco uma dupla do grupo de cantores TRINIDANCE, que emocionaram o público com uma apresentação de Ave Maria e com uma homenagem aos cantores Cauby Peixoto e Angela Maria, numa interpretação de Onde Anda Você. Logo após, apresentou-se um dos destaques do programa Ídolos, EVANDRO ELIAS, que interpretou duas músicas, "Essa tal liberdade" e "Raridade", um hit gospel.
 Quase ao final do espetáculo volta ao palco a atriz PAULA GOODARTH, caracterizada de palhaço e interpretando um sucesso de VANUSA, homenageando o maior símbolo da arte circense.


 Encerrando o espetáculo, Fernando Resky chamou a "surpresa da noite", o ator LIMACHEM CHEREM, vestido de Papai Noel, que acompanhou MARINA MIRANDA ao centro do palco, onde ela agradeceu a homenagem emocionada e foi cercada pelo público e pelos demais artistas para centenas de fotos e filmagens.