Seja bem-vindo ao Blog do Lourenço! Obrigado por sua visita... Volte sempre!


sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

JOÃO ROBERTO KELLY RECEBE UMA LINDA HOMENAGEM NO MEMÓRIAS DO RIO, REVERENCIANDO SUA CARREIRA




Texto e fotos 
Luiz Carlos Lourenço


Aos 77 anos, 53 carnavais, João Roberto Kelly é o último compositor de marchinhas clássicas ainda em atividade. E por todo o seu brilho musical e por estar ainda em franca atividade, o compositor, músico, diretor musical e produtor foi homenageado ontem à noite no Centro de Memórias do Rio, na Lapa, onde vários artistas cantaram seus sucessos e confraternizaram num clima alegre, familiar e de um autêntico carnaval. No palco da casa se apresentaram, muito aplaudidos, sob a direção de Maurício de Almeida, vários artistas celebrizados em performances, como SUZY PARKER, CLAUDIA CELESTE, YEDA BROWN, SISSI DIAMOND, MAGALI PENÉLOPE e PAULO WAGNET. 

 Com a casa inteiramente lotada, ficava difícil conferir quem não estava lá, de ROBERTA CLOSE  a MONIQUE EVANS, de BETE SUZANO A JORGE BHAROUM, além dos integrantes da Turma OK,  diretores da Associação Marlenista, Flavio de Souza, José Antonio Paz Monteiro, Marcelo Souza e  muitos fãs e admiradores de João Roberto Kelly. Durante o espetáculo, foram exibidos vários vídeos e entrevistas da carreira do autor de "abeleira do Zezé" que estourou em 1964 e segue até hoje como uma das mais executadas nos blocos e bailes de clubes; logo em seguida, vieram "Mulata Iê-Iê-Iê" e "Joga a Chave"; da década de 1980, os sucessos "Maria Sapatão" e Bota a camisinha. A composição mais recente é "Eu quero dinheiro", que ele toca e canta com o mesmo entusiasmo ao teclado de sua sala, em Copacabana, zona sul do Rio, saudando a melhor época do ano: a chegada do carnaval.


“Quando vai se aproximando o dia 31 de dezembro, já começo a sentir mais alegria”, diz Kelly, depois de lembrar memórias de sua trajetória momesca.
São causos que estão em Cabeleira do Zezé e outras histórias, imortalizados em livro  pela Editora Irmãos Vitale, responsável também pelo registro de seu repertório. O livro é uma despretensiosa reunião de relatos biográficos que Kelly compilou com o cineasta André Weller. Pianista, como Kelly, Weller dirigiu um documentário sobre ele, No balanço de Kelly, em 2010. A partir desse curta-metragem, surgiu a ideia de contar seu percurso artístico em papel.


 A sempre modelo Monique Evans levou para a festa sua atual namorada, a DJ Cacá Werneck e o casal ficou numa das mesas de pista junto com a mãe de Monique,  Conceição Nery. Também estavam esfusiantes na festa uma das aniversariantes do mês, Roberta Close, acompanhada do marido e ao lado da cantora Beth Guilher, Vera Maria Bittar, Leda Miranda, Marcelo e Malú, entre tantos amigos. Malú, Beth Guilher, entre outras! Sensacionais! Só gente lunda e do bem!
O namoro de Monique Evans e Cacá Werneck anda muito bem e as duas ajudaram a servir aos convidados os pratinhos com fatias dos enormes bolos de aniversário, em meio à muita alegria. 


Monique e Cacá assumiram o romance no carnaval passado , quando trocaram muitos beijos em um camarote da Sapucaí com o aval da filha da ex-modelo, Bárbara Evans. Pelo visto, a mãe também aprova a relação das duas e felizes posaram para muitas fotos, incluindo fãs de São Paulo e do Uruguai, como Antonio Suarez Ripoll  e Sidney Domingues, presentes à bela e divertida confraternização.