Seja bem-vindo ao Blog do Lourenço! Obrigado por sua visita... Volte sempre!


terça-feira, 29 de novembro de 2016

Mercearia do Conde lança menu de 25 anos a R$ 25



Para comemorar aniversário, restaurante oferece de cuscuz paulista a sanduíche de mortadela, pratos que remontam às origens como armazém de secos e molhados


Bobó de camarão, pocket-show, livrinho artesanal e muitos drinques para brindar. Esse é o clima da festa de aniversário que a Mercearia do Conde arma nesta quinta-feira (01/12) para comemorar seus 25 anos. A colorida casa de esquina, entre a Joaquim Antunes e a Sampaio Vidal, no Jardim Paulistano, ainda estende a comemoração, até o dia 11/12/16, oferecendo um com menu recheado de clássicos, por R$ 25.

Menu com gostinho de nostalgia. Cuscuz Paulista (feito com farinha de milho, peixe e camarão, servido com salada de folhas verdes e brotos), Panelinha de Bacalhau (que reúne bacalhau desfiado, leite de coco e condimentos, como cebola, pimentão e coentro), Quiche de Cebola (servida com salada) e Minissanduíche de Mortadela (servido na miniciabatta e com manteiga Aviação) fazem parte das entradinhas comemorativas. Receitas das mães das sócias – a chef Flávia Marioto (também conhecida por seu nome espiritual, Shanti Nilaya) e a restauratrice Maddalena Stasi –e que contam um pouco dos primórdios da casa. Esse menu será servido do dia 01 a 11/dezembro, tanto no almoço quanto no jantar por R$ 25 cada entradinha.


No dia 01/12, haverá welcome-drink cortesia aos clientes e um prato especial no menu, o Bobó de Camarão (feito com mandioca, leite de coco e azeite de dendê, levemente apimentado, acompanhado de arroz com castanhas-de-caju douradas e saladinha de couve, R$ 68). Os clientes que pedirem o prato ganharão também o livro da casa, Mercearia Do Conde. Algumas Lembranças, Receitas e Histórias de Um (Quase) Tradicional Restaurante Paulistano (Ed. Dash). Artesanal, colorido e bem-humorado como a própria Mercearia do Conde, o livro é todo desenhado e escrito à mão pelo artista plástico Marco Mariutti e traz 14 receitas descomplicadas e que são a cara do restaurante. Para fechar a festa em grande estilo, à noite, a partir das 20 horas, haverá pocket-show com Seo Manouche. Com Gilberto de Syllos no contrabaixo e voz, a banda é formada por violão cigano, violino e acordeon e promete animar a noite com um repertório eclético, com música brasileira e um toque de humor.


Cuscuz Paulista (com pimentão, pescada-amarela, camarão, ervilhas, cheiro verde e outros segredinhos): uma receita de família e que está no menu comemorativo (R$ 25) até o dia 11/12. Crédito da foto: Divulgação.



Tudo começou naquele armazém de secos e molhados, com ares de interior. Em 1991, a colorida casa de esquina na Joaquim Antunes, sob o comando das sócias, a irrequieta chef Flávia Marioto e a restauratrice Maddalena Stasi, inaugurou como uma mercearia. O armazém vendia mantimentos a granel, queijos, cereais e massas. Um cafezinho começou a ser servido no balcão de mármore azul. Colocar as fatias do embutido dentro do pão, para comer ali mesmo, se tornou irresistível. Assim surgia o primeiro sanduíche da casa, o de mortadela com manteiga vinda da fazenda da família das sócias, no interior de Minas. Depois, quem levava a baguete fresquinha não resistia a prová-la com um pedaço de queijo ali mesmo. Uma saladinha foi providenciada para acompanhar. E assim começou o cardápio da Mercearia, com sanduíches, tortas, quiches, saladas e outros quitutes. A clientela, que no início se restringia a quem morava e trabalhava na região, cresceu. Vinha gente de todos os cantos. As mesas ficaram concorridas. Daí a casa não parou mais e assumiu definitivamente a sua vocação de restaurante. “Tudo começou de maneira despretensiosa sobre um balcão de mármore azul. A intenção era oferecer um bom armazém de secos e molhados, até então, em falta no bairro, mas a nossa vocação em receber bem as pessoas, com um cafezinho, um quitute e algo mais, acabou falando mais alto. Lá se vão 25 anos. Já estamos atendendo à terceira geração de muitas famílias e até fazendo casamentos de clientes que se tornaram nossos amigos”, comemora a restauratrice Maddalena Stasi.


ambiente_mercearia do conde

Apesar de não venderem mais goiabada cascão ou cereais a granel, a mágica casa de esquina ainda guarda os resquícios da antiga mercearia, com azulejos brancos nas paredes e objetos pendurados pelo teto. Lá estão relicários, vassouras, panos de prato bordados, sacolas de feira, móbiles coloridos e artesanatos vários de garimpo das sócias. E o armazém que virou restaurante não cansa de surpreender seus visitantes, encantando os olhos e alimentando a alma. Um marco da gastronomia paulistana.


Sobre a Mercearia do Conde:


Criada em 1991 pelas sócias, a irrequieta chef Flávia Marioto e a restauratrice Maddalena Stasi, a Mercearia do Conde era originalmente uma mercearia e vendia mantimentos a granel, queijos, cereais e massas. A colorida casa de esquina na Joaquim Antunes, no coração do Jardim Paulistano, zona oeste de São Paulo, ainda guarda resquícios do antigo armazém, com azulejos brancos e objetos pendurados pelo teto. Fadas e trapezistas parecem voar pelo ambiente, quadros, pierrôs, espelhos, relicários, bicicleta, vassouras, panos de prato bordados, sacolas de feira, móbiles e artesanato variado estão por todos os cantos. Objetos garimpados pelas sócias em viagens pelo mundo afora. Pelo cardápio, também há a preocupação com essa viagem gastronômica e sensorial. A chef Flávia Marioto imprime ao menu sua marca: culinária saudável e um passeio por diferentes nacionalidades. Lá estão o frango thai, a salada tunisiana com cuscuz marroquino e o brasileiríssimo risoto de abóbora com carne seca. Ingredientes brasileiros com apresentação contemporânea e ousadias da chef, como a entradinha de guacamole com beiju de tapioca, em vez das tradicionais tortillas mexicanas. Multicultural e astral, um universo de puras misturas, é um restaurante para fazer refeições dignas de reis (ou condes) em um clima especial. Objetos de arte, de memória e de história, um ambiente lúdico, menu surpreendente. Ingredientes que fazem com que cada visita ao restaurante seja uma nova viagem.


Fotos de divulgação

Serviço:


Mercearia do Conde

www.merceariadoconde.com.br
Rua Joaquim Antunes, 217 – Jardim Paulistano
CEP: 05415-010 – São Paulo - SP
Tel. 11 3081-7204
Capacidade: 110 lugares
Horário de funcionamento:

De segunda a quinta, das 12 às 16h para almoço e das 19h às 23h30 para jantar. Sexta: das 12h às 0h30, sem intervalo. Sábado: das 12h30 às 0h30, sem intervalo. Domingo: das 12h30 às 23h, sem intervalo.  Abre todos os dias.

Almoço executivo: de segunda a sexta, R$ 35; sábado e domingo, R$ 48.

Couvert: R$ 18 (por pessoa).

CC: Amex, MasterCard, Visa, Diners

CD: Visa Electron, Red Shop, Maestro.
Não tem área para fumantes. Aceita cheques. Não faz entrega em domicílio. Aceita reservas. Tem ar-condicionado, aquecedores e acesso wi-fi. Proibido fumar.

Possui cadeirões para bebês.
Acesso e banheiro para deficientes físicos.
Serviço de valet: R$ 22 (almoço) e R$ 25 (jantar).
Serve vinho em taça.
Permite levar seu próprio vinho.
Serviço de rolha: R$ 48.
Adega climatizada com capacidade para 520 rótulos.
Aberto em 1991.
Instagram: @merceariadoconde
Facebook: /merceariadoconde
Twitter: @mercearia_conde



SG Comunicação & Imagem
www.sheilagrecco.com
Josi Kersul / producao@sheilagrecco.com
Sheila Grecco / sheila@sheilagrecco.com
Facebook: /sgcomunicacaoeimagem
Instagram: @sgcomunicacao
Twitter: @sg_comunicacao