Seja bem-vindo ao Blog do Lourenço! Obrigado por sua visita... Volte sempre!


sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Fafá de Belém volta a superlotar o Teatro Rival, comemorando a prisão de Eduardo Cunha



De Luiz Carlos Lourenço
Fotos de Daniel Marques


A cantora FAFÁ DE BELÉM voltou ao Rio ontem à noite para mais uma apresentação, mostrando seu mais novo show,  “Fafá de Belém e as guitarradas do Pará”, superlotando, como de hábito, todas as dependências do Teatro RIVAL PETROBRAS. Ao encerrar o show, depois de cantar duas músicas extras, Abandonada por Você(de Paulo Sérgio Valle e Michael Sullivan) e Vermelho(de Chico Silva), Fafá fez um brado ao público "Considerem este espetáculo como mais uma comemoração pela prisão do Eduardo Cunha". e saiu com sua famosa gargalhada. A platéia então a aplaudiu em delírio.

O show misturou muitos clássicos de sua carreira com algumas canções do CD “Do tamanho certo para o meu sorriso”, que ganhou o Prêmio da Música na categoria “Melhor Álbum, Canção Popular”.
Fafá, neste show inédito, esteve acompanhada pelos músicos Manoel Cordeiro e Felipe Cordeiro, produtores do disco, que arrasaram também em seus números instrumentais.

Mesmo com uma febre muito alta e com gripe violenta, Fafá pediu o apoio do público para que ela não perdesse o seu pique de pilha Duracell(o que é quase impossível...) e fez uma viagem no tempo e em sua própria história, percorre atitudes, gestos, memórias, referências, relembrando Belém do Pará e as muitas fases de vida e trajetória.



Após o espetáculo, alguns convidados aproveitaram para posar para o fotos vestindo a camisa da campanha e apoiando o  Natal Permanente da LBV edição 2016, como foi o caso de Fafá de Belém, a cantora Telma Tavares, a jornalista e divulgadora Eulália Figueiredo e os pesquisadores musicais Henrique Kurtz e Marcelo Castello Branco.

Felipe Cordeiro e Manoel Cordeiro

Durante o espetáculo, FAFÁ DE BELÉM apresentou um variado repertório, brincando com o público, "dando muita pinta", gesticulando, com braços, caretas e um leque enorme vermelho e saudando algumas presenças na platéia, como o ator e apresentador Joaquim Lopes,do Vídeo Show, a cantora e compositora Telma Tavares, o produtor Soca da Silva, assistente da cantora Alcione, os jornalistas e pesquisadores Luiz Carlos Lourenço, Henrique Kurtz, Marcelo Castello Branco e a equipe do site Em Neon, Mauricio Code e Eduardo Moraes, além da diretora do Teatro Rival, Leandra Leal com seu marido,entre outras presenças ilustres.

Mariana Brennand,Fafá,Joaquim Lopes, Alexandre Yousseff e Leandra Leal

No show de mais de duas horas, Fafá de Belém, além de fazer uma volta ao passado e reviver suas antigas origens na sonoridades do carimbó, apresentou o melhor do cancioneiro brega nordestino, cantou fados e apresentou também seus sucessos atuais com o que está acontecendo no cenário musical brasileiro.


O casal Alexandre Yousseff e Leandra Leal com Joaquim Lopes


Mostrando-se extremamente feliz por ter recebido no Teatro Municipal o Prêmio da Música Brasileira 2016 (categoria canção popular, como o melhor álbum e melhor cantora), a artista apresentou um show com um formato diferenciado com apenas dois excelentes músicos no palco e com um roteiro que também deu nova roupagem aos seus hits de carreira.


BELA HISTÓRIA 

Maria de Fátima Palha de Figueiredo nasceu na capital paraense e já cedo se destacava com sua voz afinada e sua simpatia. Começou a carreira profissional no musical Tem muita goma no meu tacacá, espetáculo que satirizava a política da época. Seu envolvimento com a música e com a política cresceram em ritmo acelerado.

Joaquim Lopes

Na política, participou ativamente do movimento das Diretas Já. Em 1984, esteve em comícios, passeatas e foi apontada como a “Musa das Diretas.” Como cantora, virou sucesso com seu timbre grave e músicas de diferentes estilos e ritmos. Sempre ligada às raízes paraenses, não hesitou em trazer para o repertório os carimbós, os siriês e a lambada, chegando a ser tachada de brega.

Com Luiz Carlos Lourenço

A cantora não cativou apenas o Brasil. Desenvolveu um carinho especial com Portugal e foi condecorada com a Medalha de Mérito Turístico daquele país. Também teve um papel importante como mulher. Declarou publicamente que sua gravidez foi uma produção independente e posou nua em uma revista masculina, poucos meses depois do nascimento de sua filha. Muito autêntica e bem resolvida, não se abalava quando seus seios chamavam atenção, mas diz que “agora tá todo mundo com um maior que o meu.

Com a compositora, cantora e radialista Telma Tavares e Fafá 

A querida amiga jornalista e assessora de imprensa Eulália Figueiredo apoia a campanha de Natal da LBV

Com o pesquisador musical Henrique Kurtz