Seja bem-vindo ao Blog do Lourenço! Obrigado por sua visita... Volte sempre!


terça-feira, 27 de setembro de 2016

A fantástica fábrica de chocolate

Renaldo Henrique Schwingel e Lauri Casagrande

Quarenta anos atrás, no dia 26 de setembro de 1976, Lauri Casagrande fundou, em Gramado, a fábrica de chocolates Lugano. Ele tinha como ideal trazer um sabor diferenciado e um cuidado especial na fabricação artesanal do chocolate. Lauri, de família tradicional da serra gaúcha, inspirou-se na cidade suíça para escolher o nome de sua empresa. A localidade europeia é margeada pelo Lago Lugano, que também serviu de referência numa alusão ao Lago Negro, um dos cartões-postais de Gramado. Na época, a loja e a fábrica ostentavam bandeiras da Suíça.
Renaldo Henrique Schwingel, mais conhecido como Ronaldo, comprou a Lugano no dia 1º de abril de 1985, após encerrar uma trajetória de sucesso com frotas de ônibus na Empresa Floresta de Transportes Limitada. Naquele tempo, a Lugano contava com apenas três funcionários. No início dos anos de 1990, aconteceu a primeira transição, a mudança para a Avenida das Hortênsias, porque a demanda aumentava e a fábrica precisava crescer. A produção nesse período passou de 500 quilos para duas toneladas por mês, quando a empresa já contava com 12 funcionários.
A Lugano procurava se diferenciar pelo constante aprendizado e aperfeiçoamento de suas receitas exclusivas. Uma delas, por exemplo, misturava 70% de chocolate ao leite e 30% de meio amargo, o que dava um toque especial ao produto. As tradicionais barrinhas sempre se destacaram no portfólio de produtos comercializados. No início, as caixinhas com oito barras eram vendidas para as redes hoteleiras de Gramado e Porto Alegre e também eram distribuídas por companhias aéreas, como a Varig e a TAM. O ano de 1999 marca uma inovadora mudança, com a introdução, na loja, da inédita prática do self-service. Isto representou um aumento de 40% nas vendas. Em 2001, a Lugano realizou um elevado investimento ao adquirir máquinas com capacidade de produzir o próprio chocolate.
12461409-Barrinhas 03.JPG-25_09_2016-02.06.18
Tradicionais barrinhas de chocolate da Lugano
A Loja da Fábrica, inaugurada em 1992, foi a primeira loja temática, além de dispor de amplo estacionamento para atender grupos. Ali, surgiu o simpático mascote, batizado de Luguito. Sua gigantesca presença recepciona os visitantes. O mascote também cumprimenta e abraça a criançada.
Infelizmente, o ano de 2007 registrou a morte de Renaldo Henrique Schwingel, aos 83 anos. Até uma semana antes, Renaldo trabalhou, entusiasmado, na fábrica. No ano seguinte, um novo negócio: foi fundada a Rasen Bier. A cervejaria tem capacidade instalada de 150 mil litros por mês. Como se não bastasse, a empresa também incorporou os licores Aurich ao grupo de parceiros.
Em 2014, a Lugano iniciou o licenciamento da marca para lojas em todo o Brasil. Contando, atualmente, com 15 lojas e intensificando sua estratégia de expansão. A empresa chega aos 40 anos com uma linha de mais de 300 produtos, cerca de 500 itens para venda, 170 funcionários e capacidade para produção de 35 toneladas por mês.

Por lucas vidal