Pesquisar

segunda-feira, 7 de março de 2016

Pela primeira vez em Niterói "Rosa Passos e Paulo Paulelli", fazem curta temporada no TMN


Pela primeira vez em Niterói, a cantora, compositora e violonista Rosa Passos, dona de um talento único, uni forças com seu parceiro musical de longa data, o baixista Paulo Paulelli, reconhecido por seu trabalho no Trio Corrente, (vencedor do Grammy de melhor álbum de jazz latino em 2014, por Song for Maura), para, juntos, apresentarem-se em um show intimista e de extrema qualidade jazzística no Teatro Municipal de Niterói nos dias 11 e 12 de Março, às 20h30.
O encontro entre Rosa Passos e Paulo Paulelli já foi eternizado em “Eu e meu coração”, gravado em 2003 e lançado também nos Estados Unidos e Europa.





ROSA PASSOS

Uma das maiores cantoras contemporâneas brasileiras e, provavelmente a cantora mais internacional do Brasil, Rosa Passos – de voz doce e afinadíssima é dona de uma articulação rítmica comparada, nos Estados Unidos – a Ella Fitzgerald.

Rosa Passos é uma cantora, compositora e violonista para além do rótulo de Bossa Nova ou “João Gilberto de saias”... É antes de tudo uma intérprete peculiar da boa MPB, com capacidade de improvisação do jazz, exigindo a música de qualidade com harmonia e melodia para “deitar e rolar”. Passeia a voz com naturalidade de quem não cabe em recorrentes definições. “Canta com volume de bossa nova, divisão de jazz e emoção de MPB. Nenhuma outra cantora é capaz de fazer você se emocionar cantando no volume em que Rosa Passos canta!”, declarou o jornalista Ricardo Freire, no Jornal O Estado de São Paulo.


Sucesso no circuito internacional do jazz, tem como admiradores nada mais do que: Diana Krall, Stace Kent, Chris Botti, Pedro Almodóvar, Winston Marsalis, Wayne Shorter, Herbie Hancock, Madeleine Peyroux, Ron Carter, Paquito D’Rivera, para citar alguns, que nunca deixam de assisti-la quando se apresenta em N.Y. ou Madrid, por exemplo.

Durante 06 meses, em 2004, Rosa Passos girou o mundo em tournée com o grande violoncelista clássico franco-americano Yo Yo Ma, divulgando o cd “Obrigado, Brazil”. Um dos maiores sucessos de venda mundial do famoso violoncelista.

Apresentou-se em Paris com o grande Henri Salvador para uma plateia de 04 mil pessoas, e com seu violão - sozinha no palco, em 2006, lotou o Carnigie Hall (N.Y.) três semanas antes da apresentação. Na China chegou a autografar 450 cds numa única noite após uma sua apresentação; já foi recebida e cantou para o Rei Juan Carlos, em Madrid; e mesmo artistas blockbusters como Halle Berry fazem fila para pegar um seu autógrafo, após as suas apresentações americanas.
Rosa Passos é acompanhada de perto por João Gilberto que aprova todos os seus trabalhos, pois apesar das influências jazzísticas, ela é tão perfeccionista quanto João.

 Músicos e críticos brasileiros e internacionais tem em Rosa Passos o sinônimo da qualidade musical brasileira. Já gravou 18 CDs . Em 2015 está relançando o CD “È Luxo Só”, além de um lançamento de uma Coletânea de Rosa Passos cantando Ary Barroso, Tom Jobim e Dorival Caymmi, e um cd ao vivo gravado na Dinamarca.

Paulo Paulelli (baixo)

Nascido em São Paulo, Paulo Paulelli faz parte de uma família musical. Dois pianistas eruditos e um guitarrista arranjador, que trabalhou como regente de orquestra, acompanhando João Gilberto, no inicio da Bossa-nova. Seu avô Ernesto foi homenageado pelo compositor Adoniran Barbosa, com o “Samba do Arnesto”.



 Paulo acompanhou artistas renomados como: Dominguinhos, Jair Rodrigues, Agnaldo Rayol, Arturo Sandoval (um dos melhores trompetistas de Jazz do cenário mundial) Roberto Menescal, Wagner Tiso, Fatima Guedes, Leila Pinheiro, Hermeto Pascoal, Toninho Horta, Dominguinhos, Rosa Passos, Ivete Sangalo, Osvaldinho do Acordeom, Lucinha Lins, Ivan Lins, Chico Buarque, João Donato, Carlinhos Brown, Caetano Veloso, Paquito d' Rivera, Ed Motta, Lenine, Maria Rita Mariano, Claudia Teles, Jane Moraes (Os Três Moraes), o famoso grupo instrumental Medusa, a Orquestra Experimental (Maestro Jamil Maluf) e várias Big Bands de Jazz.

Participou acompanhando a cantora Rosa Passos em festivais de Jazz na Dinamarca, Suécia, Noruega, Espanha, Japão, Colômbia e Nova Iorque (USA) e outros 30 paìses. Em 2014 o Trio Corrente, ao qual faz parte, ganhou dois Grammy como melhor álbum de Jazz com 'Song for Maura', resultado da parceria com o cubano Paquito D'Rivera.

Serviço:

ROSA PASSOS E PAULO PAULELLI
Data: 11 e 12 de março
Horário: 20 horas
Duração: 75 min
Classificação etária: Livre
Ingresso: R$ 80,00 | R4 40,00 (meia entrada)
Local: Teatro Municipal de Niterói
Endereço: Rua Quinze de Novembro, 35, Centro, Niterói
Telefone: 2620-1624


Assessoria de Imprensa – TMN
Mariana Pache de Faria 

 ASCOM Secretaria de Cultura/ FAN
Leonardo Caldeira