Pesquisar

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Luxo, pompa e beleza no Copacabana Palace, numa festa de muita alegria



De Luiz Carlos Lourenço
Fotos de Daniel Marques

 O cenógrafo e produtor teatral Mario Borriello já merece receber a taça que marcou a sua primeira grande vitória no Copacabana Palace. O baile de gala da cidade olímpica,reverenciou a Grécia seus Deuses e sua mitologia. E o carnavalesco fez este feito com pompa e circunstância, com efeitos de escola de samba, sua especialidade,  em alguns momentos, mas que, funcionaram . Além da tradicional entrada dos convidados pelo red carpet sob aplausos dos populares que lotavam a porta do hotel,os convidados eram recebidos por  verdadeiros deuses gregos.
E é evidente que toda a varanda se transformou num belo cenário hollywodiano ,onde estavam os centuriões ninfas e deuses se tornou palco para fotos de todos…uma sacada certíssima do Carnavalesco Mário Borriello,que assumiu o magic ball
Ninguém resistiu às tentações do agradável e colorido cenário para as fotos, nem mesmo as socialites Márcia Veríssimo,que preferiu o reino de Baco,Nina e Narcisa Tamboridegui preferiram alguns centuriões…mesma linha seguida pela delegada Monique Vidal…afinal tem tudo a ver,manter sempre a ordem e a lei.




Já nossa atleta Daniele Hypólito,vice campeã mundial pela ginástica olímpica, às vésperas de mais  uma olimpíada com que os centuriões se rendessem aos seus encantos..afinal ela pertence ao templo Olímpo….e a modelo Liz pôs os fortões aos seus pés.E por lá ainda estiveram a atriz portuguesa Debra Alvez,a produtora de moda Chris Pitangui,a tri atleta Fernanda Kelly e marido o ex top internacional atual produtor cinematográfico sempre lindo Sérgio Mello,Andrea Bentes Natal, diretora geral do Belmond Copacabana Palace e o ex decatleta atual blogueiro Willian Vorhees.
Detentor do o título de Benemérito do Estado do Rio de Janeiro, Mario Borriello é formado em Belas Artes e participou de diversos cursos de arte no Brasil e no exterior, em instituições como o Instituto de Belas Artes, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Arte Contemporânea, na Argentina, na Universidade Utrech, na Holanda, no Centro de adestramento Profissional, em Roma, na Itália. Num dos seus trabalhos, fez a instalação de "Os Filhos de Isis", na Casa França Brasil, no Rio de Janeiro. Em televisão, ele fez parte da equipe de cenografia das novelas Pai Herói, Chega Mais, Marrom Glacê e Sítio do Pica Pau Amarelo. Além disso, são de sua responsabilidade os figurinos do Sítio do Pica Pau Amarelo, Pirlim-Pim-Pim I e II, Pluct Plact Sum e Tiradentes. O carnavalesco também foi diretor de Arte do belo O Besouro e a Rosa, trabalhou nas óperas Turandot e Aída e participou de festivais internacionais nos Estados Unidos, em New Orleans, Menphis, Birmingham, Houston e Washington; no México; no Caribe; e na Alemanha. Em sua participação no maior espetáculo da Terra, Mario Borriello foi responsável pelo carnaval do Salgueiro nos anos de 1992, 1993, 1997 e 1998; da Estácio de Sá em 1995; do Império Serrano em 1999; e da União da Ilha do Governador em 2000 e 2002. Desde 1964, tem suas criações premiadas com a primeira colocação, nas categorias de originalidade feminina e masculina e luxo feminino, dos tradicionais desfiles de fantasias do Rio de São Paulo.
Com todo este currículo, Mario conseguiu fazer A Grécia Antiga baixar em Copacabana, a  princesinha do mar. E este mar de beleza só reuniu oferendas belas, como  Sabrina posou com os fãs na escadaria, cumprimentou a gregos e troianos e ainda brincou que nesse carnaval deve continuar solteira. Também pelo Baile do Copa, Ian Mckellen e Christian Louboutin, Luiza Brunet, a habitué Narcisa Tamborindeguy, Christiane Torloni, Ricardo Pereira, Luiz Fernando Coutinho, Liege Monteiro, Leticia Bastos e Juliano Cazarré, Carol Sampaio, Brunete Fraccaroli, Amaury Junior e sua Celina Ferreira, e companhia ilimitada.


COMIDA DOS DEUSES

E como no olimpo a fartura reina,um banquete de jantar,muita bebida,sobremesas divinas….sua ornamentação toda voltada para os jogos olímpicos e mitologia grega.E ainda tivemos a honra de nos deparar com deuses reais,já imortalizados no Olímpo… afinal são atletas medalhistas olímpicos campeões panamericanos e mundiais em suas modalidades,heróis nacionais que sempre merecem muitos aplausos..Giovanni Galdio,Marcus Vinícius,Giba todos pelo volleyball…os irmãos Hypólitos Diego e Daniele pela ginástica olímpica…o diamante negro Robson Caetano,do atletismo…Gabriel Souza do judo…Rogério Karfunkenstein da natação…e a família Barreto Adão,Paula pelo saltos ornamentais,Claudio Adão do futebol,Camila do volley e Claudinho também futebol.. São reais,gente como a gente…
Ao final predominava o concenso de que Borriello fez um baile lindo, agradando a gregos e troianos. Afinal, aos gregos ele precisava mesmo agradar, pois o tema da festa era justamente a Grécia, já que estamos no ano das Olimpíadas. O Olympia Magic Ball deu a partida nos festejos dos Jogos Olímpicos, tema proposto pela Direção Geral do Copa, com a diretora Andréa Natal diretamente envolvida em cada detalhe da festa, sendo seu o empenho para que os atletas olímpicos comparecessem e ocupassem um camarote inteiro, e sua a escolha da atleta do vôlei Mari Paraiba como Rainha do Baile 2016.
Segundo me conta a colunista e amiga Hildegard Angel, até confirmar o Mario como decorador da festa, a Natal examinou o currículo dele e de outros candidatos minuciosamente, realizou entrevistas, ouviu referências. E só bateu o martelo após assistir ao caprichado data show do projeto apresentado por ele.
Mario fez um baile muito bonito e completamente diferente, em tudo, dos bailes anteriores. Quadros vivos formados por atores, nos quais os foliões podiam posar para fotos. Um achado interessante, causando frisson logo à entrada. Os centuriões recebendo os convidados, postados em sentinela ao longo de toda a varanda e também nos salões. Painéis pintados com fachadas de construções gregas. Deuses do Olimpo apresentados em seus corpos dourados e nus em tamanhos superdimensionados. O olho grego usado como símbolo da festa, pendendo às centenas, em todos os tamanhos, do teto do Golden Room, belíssimo efeito. Gelo seco amplamente usado nas mesas do buffet, cenário de magia. Parreiras jorrando cachos de uva aos montes, da varanda às colunas dos salões, bela concepção. E a iluminação mais clara, permitindo aos foliões verem e serem mais vistos. Os sambistas contornando todo o Golden Room, e não se concentrando no palco apenas. O baile foi animado, divertido, bom.
Andréa Natal, a verdadeira rainha da festa, recebeu os convidados com fantasia de Deusa Atena, coroa e cetro, das mais belas produções, entre tantas que já vestiu, autoria da mesma Mabel Magalhães que vestiu Mari Paraíba. O camarote da diretora-geral estava lotado com nomes top.
O Olympia Magic Ball do Belmond Copacabana Palace foi um gol. A turma do serena, fiel, manteve-se horas a fio animando a entrada dos foliões. E bota tempo nisso, já que a fila era imensa e quem deixou para chegar mais tarde enfrentou longa espera.
Voltando ao tema, os salões do Copa – Golden Room, Frontais e Nobre – foram decorados por Mario Borriello e os convidados recebidos por um, pasmem, deus Dionísio e centuriões em um parreiral construído na varanda do hotel. Também não faltaram olhos gregos, muito dourado e enormes esculturas. Tudo no maior clima, digamos, dionísico (o Deus Bacco dos gregos, a quem interessar possa). .
Mesmo com toda pompa,estamos num baile de carnaval…então vamos a folia,onde os gringos se encantam com nossas passistas..verdadeiras divas.Todos aplaudem a rainha do baile,que nessa edição foi Mari Paraiba,atleta do volley de praia medalhista panamericana..com lindo Dior vermelho.
A bateria e passistas da Portela também tomaram conta do salão botando todos para sambar,alguns até subiam nas mesas para melhor enxergar.E na saída do baile ainda tive um vislumbre com deusas do olimpo que representavam a nova linha do perfume Paco Rabane Olympea…e ainda a olímpica pelo volleyball e atriz Lica Oliveira…um achado valorizando a negritude brasileira.