Pesquisar

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Baile na Estudantina fará homenagem especial à cantora Nilze Carvalho, dia 12




De Luiz Carlos Lourenço
Fotos de Divulgação da casa

A Estudantina musical irá realizar, no próximo dia 12, de março, um sábado, um destacado baile comemorativo ao  Dia Internacional da Mulher, quando receberá uma homenagem especial a cantora, instrumentista e compositora NILZE CARVALHO. Na mesma noite, receberá a honraria outra ilustre mulher, STELLA CARDOSO, que é professora e coreógrafa parceira de Carlinhos de Jesus.


As homenagens irão acontecer a partir das 20 h, como atração especial do Baile dos Anos Dourados.
Filha de um trompetista de orquestras do subúrbio do Rio de Janeiro, também funcionário da União Brasileira de Compositores (UBC), NILZE CARVALHO desde cedo demonstrou  vocação  para a música. Quando tinha apenas cinco anos foi surpreendida pelo irmão, o percussionista Sílvio Carvalho, tocando a música "Acorda Maria Bonita" (Volta Seca) no cavaquinho.

A partir daí seu pai passou a acompanhá-la quando tocava. Em 1975 fez a primeira apresentação pública, na Rádio Solimões, de Nova Iguaçu e em um programa de uma emissora de Belfort Roxo. Com sete anos já era frequentadora de rodas de samba da Portela, quando conheceu Adelzon Alves e Rubem Confete, dois nomes que iriam incentivar a carreira da instrumentista mirim. Mais ou menos por essa época apareceu como fenômeno musical precoce no programa Fantástico, da Rede Globo.

A partir de  1979 passou a tocar bandolim, instrumento com o qual veio a se tornar conhecida. Participou do I Festival de Choro do Rio de Janeiro, sendo apresentada como menina-prodígio. Em 1981 gravou o primeiro disco como instrumentista, "Choro de Menina". Como instrumentista gravou outros discos nos anos seguintes: "Choro de Menina vol. 2" (1982), "Choro de Menina vol. 3" (1983) e "Choro de Menina Vol. 4" (1984). Com 15 anos foi contratada pelo empresário Franco Fontana, um italiano que a levou para se apresentar em diversos países do mundo.

Nilze tocou na França, Mônaco, Itália, Espanha, Estados Unidos, China, Austrália, Japão e Argentina. Em 1992 mudou-se para o Japão, onde permaneceu por sete anos, tocando numa churrascaria. Em 1997 gravou o disco "Chorinhos de Ouro vol. 4".

Em 1999 retornou definitivamente ao Brasil, quando começou a estudar música na UNI-Rio. Em 2002 Nilze passa a integrar o grupo Sururu na Roda, ao lado de Camila Costa, Fabiano Salek e de seu irmão, Sílvio Carvalho. Nesse mesmo ano o grupo lança o
CD "Arco da Velha", seguido de "Sururu na Roda" em 2004.


Como cantora, a carreira de Nilze Carvalho só começou de fato em 2005, com o lançamento do CD "Estava Faltando Você", pois todos seus discos anteriores eram essencialmente de música instrumental. Em 2008 o grupo Sururu na Roda lançou o CD "Que Samba Bom". Participou como cantora, ao lado de Pedro Paulo Malta e Pedro Miranda, do CD "Lembranças Cariocas", lançado em 2010 pela gravadora Biscoito Fino. No mesmo ano Nilze lançou o segundo CD solo como cantora, "O que é meu" produzido por Edu Krieger e lançado pela Biscoito Fino. Em 2014 Nilze lançou o Cd "Verde, Amarelo, Negro, Anil". Além de cantora e instrumentista, Nilze é bacharel em música pela UNI-RIO.

SERVIÇO:

Baile, dia 12/03, a partir das 20 h.
A Estudantina é um tradicional ponto de encontro de boêmios, cantores e compositores com dança de salão e música brasileira.
Endereço: Praça Tiradentes, 79 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, 20060-070
Telefone:(21) 2232-1149
Horas: Aberto sempre de 20 h até 3 da madrugada