Pesquisar

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Emoção e saudade no lançamento da fotobiografia de Marília Pêra, na Livraria da Ttravessa do Leblon

Dezenas de fãs, amigos, familiares e famosos lotaram inteiramente a Livraria da Travessa, no Leblon, na noite de ontem, participando do  lançamento da fotobiografia de Marília Pêra, intitulada como "Marília Soares Marzullo Pêra: fotobiografia”. 

A obra, que tem 304 páginas e mais de 800 fotos, foi escrita pela própria Marília Pêra e organizada pela escritora e autora Nelida Pinon.


Marília Pêra morreu poucos dias antes da data programada para o lançamento, no mês passado. Ela faleceu no dia 5 de dezembro de 2015,aos 72 anos, em seu apartamento, depois de passar por muitas dores e sofrido tratamento,dewpois de diagnosticada com um câncer no pulmão.

Fernanda Montenegro, Ney Latorraca, Daniel Filho, Lilia Cabral, Marisa Orth, Zezé Motta, Cláudia Jimenez, Miguel Falabella, Nelson Motta, Jaqueline Laurence, Danielle Winits, Léo Jaime, Reinaldo Gianechini, Marília Gabriela e as atrizes e cantoras Leiloca Neves e Dhu Moraes foram algumas das personalidades que  estiveram presentes no lançamento  e aguardaram um bom tempo para receber os autógrafos de Nélida Pinon, SandraaPera e do viuvo da atriz, Bruno Faria.


Da vip lista de convidados organizada pela dupla Liege Monteiro e seu marido Luiz Fernando, destacavam-se também o escritor Roberto Athayde, autor de " Apareceu a Margarida" obra que deu o primeiro prêmio Moliere de Teatro para Marília, Glória Pires, Bettina VIana, o empresário Leonardo Netto, o jornalista Christovam Chevalier, o cantor Felipe Dylon e sua mulher, a atriz Aparecida Petrowsky( Marília foi a madrinha de casamento da dupla), os atores Marcos Caruso e Carlos Vompinaz Barreto ,Luiz Fernando GUimarães, Fernando Eiras, a escritora e novelistga Gloria Perez  e e o cantor, ator e joranlista Rollo Roquinrol.



Sandra Pêra, irmã da atriz, em conversa com os jornalistas, lembrou que toda a sua família sempre teve uma ligação forte com a arte e elogiou o livro: "Ela tem uma história linda de vida para contar. Tanto sobre a carreira artística quanto pessoal mesmo. Nossa família toda tem essa ligação com a arte que vem de nossos ancestrais. O livro está bonito, muito bem feito, mas não coube tudo nele. Tem muita coisa que ainda ficou de fora, é de fato uma história linda."



O ator Ney Latorraca contou que já sabia do câncer enfrentado por Marília Pêra há dois anos. "Quando ela contou para mim, foi logo no início, mais ou menos uns dois anos atrás e eu estava em São Paulo. Acho que naquela época fui um dos primeiros a saber. O que fica é a arte dela imortalizada, nossa Marília Pêra", ressaltou o veterano. O livro é um achado e reúne fotos belíssimas e uma história que vale muito para a nossa cultura".



A autora do livro, Nélida Piñon, relembrou quando conversou com Marília Pêra. "Fazer esse livro foi um presente que eu dei para ela. Era um prazer enorme sentar e conversar com a Marília. A história dela é fascinante, cheia de momentos marcantes, passagens de uma mulher muito batalhadora."
Filho da Marília, Ricardo Graça Mello, também esteve no lançamento e falou sobre a dificuldade em 'curtir' o livro: 



"Tem várias fotos que eu não conheço e matérias que eu nem sabia que existiam. Não estou muito pronto para curtir esse livro. Estou meio debilitado ainda, mas esse livro era um desejo dela e é uma pena ela não ter visto ele pronto.".
Fernanda Montenegro também prestigiou o evento e elogiou a obra: "É uma alegria e um orgulho estar presenciando esse momento, o lançamento desse livro que ela preparou tão bem em vida. São fotos belíssimas e uma história que vale muito para a nossa cultura."

Outra atriz que também marcou presença no lançamento foi Claudia Jimenez, que foi só elogios para a colega atriz. "A Marília era uma pessoa muito forte, cheia de presença e que preenchia tudo quando chegava. Quero ler e guardar com muito carinho essa trajetória li da de vida dela", falou.



Muito amigo e colega de trabalho de Marília em diversos trabalhos, Miguel Falabella relembrou a atriz: "A Marília, sem dúvidas, faz muita falta para todos nós artistas. Ela  de uma elegância rara na hora de contracenar, uma profissional muito generosa."

Zezé Motta, atriz e comadre de Marília, revelou que ainda não "caiu a ficha" e fica pensando a toda hora irá encontrar a atriz, numa estréia de peça ou num lançamento de livro.

Já o viúvo de Marília, o economista Bruno Faria, de 50 anos, com ela estava casada desde 1998, a atriz era uma grande companheira "Não havia outra saída a não ser o descanso. Acompanhei todos os seus momentos e estou sofrendo muito com esa perda."





















De Luiz Carlos Lourenço

Fotos de Daniel Marques