Pesquisar

domingo, 24 de janeiro de 2016

'Banda de Ipanema' faz seu primeiro desfile de 2016 com alegria e cerveja


Os apreciadores cariocas do carnaval e os milhares de turistas de outros estados que já invadiram o Rio de Janeiro participaram ontem com alegria do primeiro desfile da Banda de Ipanema, a pioneira de todas as bandas e que se apresenta pelo 52o. ano consecutivo. O número de participantes deve aumentar nos e 2016 nos outros dois desfiles, dias 6 e 9 de fevereiro, sábado e terça de carnaval, concentrando-se na Praça General Osório e seguindo pela Av. Vieira Souto, Joana Angélica e rua Visconde de Pirajá.





O ator Alexandre Vila chegou cedo à Praça General Osório, onde a banda se concentra. Ele é de São Paulo e desfila há 10 anos. Devido à sua fantasia exótica, era uma das figuras mais assediadas.

 "Demorei 2h30 para me fantasiar. Minha fantasia é de mulher Mangueira, uma das maiores comunidades onde moro, no interior de São Paulo", contou ele entre uma foto e outra. Outra presença habitual da banda foi  a dupla "fucker and Sucker", que este ano incorporou ao traje uma alusão aos escândalos revelados na operação Lava-Jato. 


O comerciante Paulo Roberto e o bancário Rosano Sansonie são cunhados, moram em Taubaté, São Paulo, e há 16 anos usam a fantasia de "Fucker and Sucker", personagens do humorístico "Casseta & Planeta", inspirados em policiais corruptos e incompetentes de filmes norte-americanos.
"Esse ano a fantasia teve tudo a ver. Parece brincadeira, mas levamos isso muito a sério e o país atravessa por um momento péssimo com a Lava-Jato", disse Paulinho.


A dupla era uma das mais assediadas no bloco por turistas e cariocas que admiravam a criatividade e a crítica política. Eles fazem parte de um curioso grupo de Taubaté que, há 44 anos, acompanha a Banda de Ipanema e faz um "minibloco" atrás da banda, com músicos próprios.

A atriz Laura Keller, de "Pé na cova", foi ao bloco com o namorado, Jorge Souza, e amigos. "Vim para a Banda de Ipanema porque é carnaval, curto tudo, até a Sapucaí. Esse ano eu vou para Salvador, com meu "namorido", não vou desfilar", contou Laura.

A Banda de Ipanema homenageia este ano, entre outros personagens marcantes do carnaval carioca, o folclórico Mestre Candonga, morto em 1997.


"A banda representa o grande resgate do carnaval de rua do Rio, têm tradição e simpatia. Esse ano fazem uma homenagem bonita ao candonga", disse o secretário de Turismo Antônio Pedro. "Os canteiros da cidade estão protegidos e o importante são as pessoas respeitarem o espaço público. As pessoas precisam ter consciência", acrescentou.


MIJÕES

Agentes da Secretaria Municipal de Ordem Pública, com o apoio de guardas municiais, flagraram na Banda de Ipanema e em outros blocos  80 mijões urinando em área pública nestas manifestações de pré-Carnaval do Rio de Janeiro. Todos foram multados em R$ 510 pelas equipes do Lixo Zero, da Comlurb, que deram apoio à operação. Durante o desfile do bloco Desliga da Justiça, realizado na praça Santos Dumont, na Gávea, foram multados 41 mijões, sendo nove mulheres. 

A fiscalização para coibir o comércio ambulante irregular nos blocos apreendeu: 1.479 bebidas diversas, 153 adereços de Carnaval, 126 sacolés, 21 bancos de plástico, um cooler, uma cadeira, e cinco carrinhos que transportavam mercadorias. Os agentes também apreenderam duas credenciais de ambulantes autorizados que estavam sendo usadas por pessoas que não eram os titulares. 

O estacionamento irregular também foi alvo de fiscalização, que rebocou 70 veículos parados em locais proibidos nas imediações dos blocos.










































De Luiz Carlos Lourenço
Fotos de Daniel Marques