Pesquisar

terça-feira, 10 de novembro de 2015

FELIZ ANIVERSÁRIO, AMIGO LUIZ CARLOS LOURENÇO



Por Daniel Marques
Fotos de arquivo pessoal


Eu deveria começar esse artigo escrevendo algo bem inteligente sobre o nosso queridíssimo amigo Luiz Carlos Lourenço, nosso jornalista de plantão, mas como não sou muito de escrever, irei começar assim:

Vamos falar sobre o jornalista LUIZ CARLOS LOURENÇO

Com 45 anos dedicados à comunicação, Luiz Carlos Lourenço iniciou seu trabalho como jornalista com apenas 20 anos, exercendo suas atividades inicialmente em sua cidade natal, Porto Alegre, onde, por quatro anos, foi o principal assessor de imprensa do Teatro Leopoldina, um dos maiores do país. Lá tornou-se amigo de grandes atores, como Walmor Chagas, Cacilda Becker, Paulo Autran, Bibi Ferreira, Maria Della Costa, Armando Bogus, Carlos Alberto e Yoná Magalhães. Decidido a tomar um rumo maior na área de comunicação, a convite de Walmor e Cacilda, mudou-se para o Rio de Janeiro, e admitido na Central de Jornalismo da TV Globo,e por um período de sete anos, foi rádio- escuta, repórter, produtor de pauta e chefe de reportagem.



 Da TV Globo, a convite do jornalista Justino Martins, editor da revista Manchete, transferiu-se para a Bloch Editores, onde atuou por quase dois anos como repórter especial e produtor fotográfico das revistas Fatos e Fotos, Manchete e Ele e Ela. Em 1975, a convite do jornalista e editor Iran Frejat, do jornal O Globo, ingressou na redação do jornal O GLOBO como repórter responsável pela cobertura jornalística da cidade de Niterói, transferindo-se um ano depois para a Editoria Rio, onde exerceu atividades durante 28 anos como repórter especial, coordenador de pauta e sub-chefe de reportagem. 


Durante seu trabalho no jornal O Globo, trabalhou também como produtor de pauta na Rádio Globo, na madrugada. Durante  o dia também atuava como assessor de imprensa da Phonogram( Phillips) onde divulgava artistas da gravadora como Elis Regina, Maria Bethania, Caetano, Gilberto Gil, Chico Buarque, Tim Maia, Vanderleia, e muitos outros cantores de músicos .
Como free-lancer em assessoria de imprensa, Luiz Carlos Lourenço foi responsável pela divulgação de Marília Pêra, Maisa, Rogéria e Agildo Ribeiro.


Atualmente é assessor de imprensa na LBV- Legião da Boa Vontade atuando no trabalho de divulgação da instituição nas maiores capitais e cidades brasileiras e em vários países da América Latina, Europa(Portugal) e nos EUA(Nova York), ao mesmo tempo em que acompanha artistas e outras personalidades para conhecer o renomado trabalho social desenvolvido lá.


Como jornalista, desde o ano passado, escreve sobre o mundo artístico e televisivo do país, no  blog http://lclou.blogspot.com.br/ destacando também variedades e matérias de utilidade pública.



QUER MAIS?

Em minhas pesquisas navegando na internet eu achei um texto brilhante falando sobre o que é ser um JORNALISTA
O texto é de um jovem estudante de jornalismo que se chama Sandro Miranda cujo tema é:


SER JORNALISTA É...

Ser Jornalista é saber persuadir, seduzir. É hipnotizar informando e informar hipnotizando. É não ter medo de nada nem de ninguém. É aventurar-se no desconhecido, sem saber direito que caminho irá te levar. É desafiar o destino, zombar dos paradigmas e questionar os dogmas. É confiar desconfiando, é ter um pé sempre atrás e a pulga atrás da orelha. É abrir caminho sem pedir permissão, é desbravar mares nunca antes navegado. É nunca esmorecer diante do primeiro não. Nem do segundo, nem do terceiro... nem de nenhum. É saber a hora certa de abrir a boca, e também a hora de ficar calado. É ter o dom da palavra e o dom do silêncio. É procurar onde ninguém pensou, é pensar no que ninguém procurou. É transformar uma  simples caneta em uma arma letal. Ser jornalista não é desconhecer o perigo; é fazer dele um componente a mais para alcançar o objetivo. É estar no Quarto Poder, sabendo que ele pode ser mais importante do que todos os outros três juntos.


Ser jornalista é enfrentar reis, papas, presidentes, líderes, guerrilheiros, terroristas, e até outros jornalistas. É não baixar a cabeça para cara feia, dedo em riste, ameaça de morte. Aliás, ignorar o perigo de morte é a primeira coisa que um jornalista tem que fazer. 


É um risco iminente, que pode surgir em infinitas situações. É o despertar do ódio e da compaixão. É incendiar uma sociedade inteira, um planeta inteiro. Jornalismo é profissão perigo. É coisa de doido, de maluco beleza. É olhar para a linha tênue entre o bom senso e a loucura e ultrapassar os limites sorrindo, sem pestanejar. É saber que entre um furo e outro de reportagem haverá muitas coisas no caminho. Quanto mais chato melhor o jornalista.


Ser jornalista é ser meio metido a besta mesmo. É ignorar solenemente todo e qualquer escrúpulo. É desnudar-se de pudores. Ética? Sempre, desde que não atrapalhe. A única coisa realmente importante é manter a dignidade. É ser petulante, é ser agressivo. É  fazer das tripas coração pra conseguir uma mísera declaraçãozinha. 



É apurar, pesquisar, confrontar, cruzar dados. É perseguir as respostas implacavelmente. É lidar com pressão, pressão de todos os lados. É saber que o inimigo de hoje pode ser o aliado de amanhã. E a recíproca é verdadeira. É deixar sentimentos de lado, botar o cérebro na frente do coração. É ser frio, calculista e de preferência kamikaze. É matar um leão por dia, e ainda sair ileso. É ter o sexto sentido mais apurado do que os outros, e saber que é ele quem vai te tirar das enrascadas. Ou te colocar nelas.



Ser jornalista é ser meio ator, meio médico, meio advogado, meio atleta, meio tudo. É até meio jornaleiro, às vezes. Mas, acima de tudo, é orgulhar-se da profissão e saber que, de uma forma ou de outra, todo mundo também gostaria de ser um pouquinho jornalista. 



Parabéns, Jornalista LUIZ CARLOS LOURENÇO

O dia de hoje está aqui registrado e será lembrado sempre que vier aqui no seu BLOG, do qual tem tanto orgulho, pois é aqui que o senhor perde horas e horas pensando e escrevendo suas matérias e textos para ninguém botar defeito.

 Saiba que eu o considero como uma universidade viva e tenho o maior orgulho em dizer que sou seu aluno.

O senhor me ensina cada dia que devemos lutar por aquilo que queremos, que sonhamos, que desejamos e temos que trabalhar muito para fazer acontecer e ver que sonhar é bom, mas focar sempre na realidade do presente e  no agora, " Se ligar no imediatismo".

Muito obrigado por fazer parte de nossas vidas, meu querido amigo Luiz Carlos Lourenço

Que Deus te conceda um lindo e abençoado...

FELIZ ANIVERSÁRIO!

Mais FOTOS de seus arquivos...

São inúmeros arquivos de imagens, por esta razão tive que pescar o que fui vendo na minha frente (rsrsrs)...

MOMENTS...

































Foto para fechar com chave de ouro (rsrsrsrs)