Pesquisar

quarta-feira, 18 de março de 2015

Sucesso das comemorações de seus 80 anos dá mais fôlego para o Teatro Rival Petrobras em sua luta pela resistência cultural carioca
E Luiz Melodia é o convidado para apagar as velinhas do bolo de 81 anos com o show de seu novo CD, “Zerima”

 Descrição: cid:image001.jpg@01D05817.AF99F8E0

O Teatro Rival Petrobras passou um ano comemorando, com sucesso, seus  80 anos de resistência cultural. E, agora em março, convidou um dos grandes artistas que vêm escrevendo sua história no palco mais tradicional da Cinelândia: Luiz Melodia, que faz shows nos dias 20 e 21, véspera de aniversário do teatro.

Se a chave de ouro que fecha os festejos de 80 anos do Rival é a mesma que abre a nova década, ninguém melhor do que Luiz Melodia para brindar a data. Afinal de contas, há anos ele marca ponto no teatro. O cantor e compositor comemora apresentando seu novo trabalho: o CD “Zerima”, seu décimo-quarto álbum em mais de 40 anos de carreira, que está chegando às lojas pela Som Livre. O disco traz faixas inéditas, algumas do próprio artista, três regravações de canções conhecidas do público e participações especiais de seu filho Mahal Reis e da cantora Céu. O resultado é a habitual mistura de ritmos que pontua o trabalho de Luiz Melodia, que chama, carinhosamente, o novo disco de “Bossa Nossa”.

É com essa riqueza de ritmos, que o Teatro Rival Petrobras promete continuar enriquecendo o cenário musical carioca na próxima década, com ânimos redobrados para seguir trabalhando para a cultura do Rio de Janeiro.

Prova desse vigor artístico do Teatro Rival Petrobras foi o período de 12 meses em que comemorou seus 80 anos. O teatro presenteou o público carioca com espetáculos importantes, como o de João Bosco, dividindo com o público canções afetivas que costuma cantar apenas nas passagens de som antes de seus shows. Momento raro na história da nossa música. Outro destaque na programação dos 80 anos do Rival foram as apresentações de Cauby Peixoto, uma das maiores vozes da nossa música. Isso sem falar nos dias lotados nos shows de Alcione e Elza Soares, no retorno de Adriana Calcanhotto depois de quatro anos sem subir ao palco do Rival, no encontro sempre perfeito de Leila Pinheiro e Roberto Menescal, no show de Teresa Cristina revisitando sua própria carreira, em Fafá de Belém num show preciso e precioso de voz e piano, em Leny Andrade cantando Ivan Lins e Vitor Martins, na volta do pagode promovido por Arlindo Cruz, e na apresentação do guitarrista Armandinho reunindo feras como Hamilton de Holanda, Baby do Brasil e Yamandú Costa. Só shows memoráveis, inesquecíveis, históricos, como é histórico o Teatro Rival.

O Rival só tem a agradecer – a seu público; aos apoiadores como os jornalistas que sempre prestigiam a programação; aos patrocinadores e funcionários. E, para isso, mais um presente: os shows de Luiz Melodia.

Vamos juntos rumo aos 90 anos!



Serviço: Luiz Melodia no lançamento do CD “Zerima”
Teatro Rival Petrobras
Dias 20 e 21 de março, sexta-feira e sábado, às 19h30
Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Cinelândia – Tel: 2240-4469
Setor A / Mezanino: 
R$ 100 (Inteira)
R$   50(Estudante/Idoso/Professor da Rede Municipal)

Setor B: 
R$ 90 (Inteira)
R$ 70(Promoção para os 100 primeiros pagantes)
R$ 45 (Estudante / Idoso / Professor da Rede Municipal)
Classificação: 16 anos
Capacidade: 458 lugares

 Assessoria de Imprensa Teatro Rival Petrobras - Sheila Gomes
Telefones: 21. 3874-7111 / 7898-9138
Imprensa.sheila@armazemcomunica.com.br