Pesquisar

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

ENTRE  BELAS E FOFAS CANDIDATAS, LOURA
PROFESSORA LEVA O TÍTULO DE "MISS PLUS SIZE 2014"




De Luiz Carlos Lourenço
Fotos de Daniel Marques


Entre gritos e aplausos, com direito a faixas, brilhos  e muitas flores, no superlotado salão de festas da Casa de Espanha, no Rio de Janeiro, a professora DANIELLE RAMALHO, de 35 anos, loura e dona de um belo sorriso, arrebatou no início da madrugada de ontem o título Miss Plus Size Carioca, derrotando outras 22 candidatas inscritas no certame.
A festa  foi apresentado pela atriz,  diretora, dubladora e apresentadora NARJARA TURETTA, que, com muita desenvoltura e naturalidade, comandou o palco junto com o maquilador e produtor cultural EDUARDO ARAUJU, que há cinco anos promove o MISS PLUS SIZE, transformando vidas em prol da igualdade social e da beleza de mulheres com manequins acima do número 46. Para Eduardo, "discriminação, preconceito e segregação, se combate com honra, verdade, respeito, doação, igualdade e amor aos menos favorecidos", bases para a realização deste tipo de certame.


Entre as 23 candidatas inscritas, muito bem vestidas, penteadas e maquiladas, podiam ser encontradas as mais variadas profissões, como promotora, farmacêutica, atriz, educadora, engenheira, empresária, guarda municipal, oficial de justiça, radiologista, analista de sistemas e educadora. Danielle se tornou a sucessora de Josiane Lira, de 33 anos, que, destaca a transformação que constatou em sua vida, após o concurso .Por muitos anos Josiane viveu infeliz, com a vaidade ferida. Hoje, com 120kg distribuídos em 1,80m, ela se orgulha de ser a primeira passista Plus Size do carnaval carioca, com presença garantida no desfile da Escola de Samba Grande Rio em 2015.


Além de DANIELLE RAMALHO, foram premiadas como segunda e terceira colocadas DANIELLE  BARBOSA E MICHELLE PACHECO. Como Miss Simpatia foi escolhida pelas colegas a candidata TATHIANE ASSUMPÇÃO. Já o título da mais elegante coube a RENATA CERQUEIRA E LUANA AIRES. LUANA AIRES, uma bela morena, foi escolhida como a MISS VIRTUAL.


Eduardo Arauju, idealizador do concurso, lembra do  seu orgulho por emplacar modelos plus size no mercado de moda. Na primeira edição do evento, em 2010, quando apenas nove candidatas disputaram o título, ele fez despontar o nome de Tatiana Gaião. “Ela fez uma das maiores capas de moda de Nova York e foi consagrada a Garota GG de Ipanema”, disse o maquiador. Segundo ele, Tatiana relatava problemas com bullying e dificuldades de se aceitar gordinha. “Depois do concurso, a vida dela mudou completamente e ela chegou a se tornar modelo internacional. O concurso é, na verdade, uma festa de autoestima, em que a gente resgata muitas histórias de vida. São meninas que vêm muito atadas pelo preconceito que elas recebem até mesmo dentro de casa”, destacou.


Quinze jurados foram encarregados de escolher a Miss PLUS SIZE, destacando-se a cantora GOTTSHA,a drag queen e apresentadora de TV, SAMARA RIOS, entre outros nomes renomados do meio artístico, como RENATA POSKUS, FILIPE MENEGOY, SERGIO ABREU, WAGNER TRINDADE, EDSON CORTES LOPES E CLAUDIA FERREIRA.
Para participar do concurso  os principais requisitos são ter entre 18 e 40 anos, ter boa saúde e residir no Rio de Janeiro há pelo menos um ano.Para a 5ª edição do concurso, Eduardo recebeu 30 inscrições, mas duas candidatas desistiram por se dizerem sem coragem de subir na passarela. As outras cinco desistentes alegaram motivos de saúde para não participar do evento.


Um dos pontos altos da festa foi a apresentação das candidatas num quadro musical onde se apresentaram os bailarinos BRENO SANTOS, ISAAC FARAÓ e GILSON FARAÓ, tendo como destaque a cantora, dançarina, e atriz e modelo PLUS SIZE uruguaia ORIETA CASTILLO, que levaram a platéia ao delírio ao cantarem e dançarem a música " It's Raining Men", de  Paul Jabara e Paul Shaffer mundialmente imortalizada a partir da gravação da cantora Gloria Gaynor.


























Na platéia também de destacaram  e posaram para dezenas de fotos as "coelhinhas" Daniela Cunha e Daniela Maggá, que costumam se apresentaram em stand Ups, cantando e dançando.
Ao ser perguntado se valoriza a obesidade quando ela é combatida em todo o mundo, Eduardo Araujo defende-se, valorizando a auto estima das candidatas.  “Eu não criei nada para as pessoas se sentirem mais gordas, menos ainda para estimular que sejam gordas. Muito pelo contrário, meu objetivo é que as que são gordas se sintam melhores, mais felizes e capazes. Além disso, o mercado de moda entendeu que essas mulheres também consomem moda e, por isso, é um mercado cada vez mais em ascensão”,  salienta.