Pesquisar

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

VALMON E JUNIOR CARDOSO: UM BELO 
SHOW AO CAIR DA TARDE EM SANTA TERESA




De Luiz Carlos Lourenço
Fotos de Daniel Marques




No cenário cinematográfico do parque das Ruínas, em Santa Teresa, o Cantor, compositor e artista plástico auto didata VALMON, acompanhado de seu parceiro Junior Cardoso, apresentou um belo show,  denominado VEM VIAJAR e que reuniu dezenas de fãs e amigos da dupla. O espetáculo contou com as participações especiais de Sami Kontola na percussão e de Felix Fraga, ao violino. Os músicos foram aplaudidos de pé ao final do show e tiveram que dar uma canja com mais três músicas de seu repertório, para a alegria do público presente.

Valmon

No repertório, Valmon e Junior apresentaram músicas autorais de seus três CDS independentes: Lua (1999), Coisinha Verde (2004) gravados em Munique na Alemanha, e o novo Por Intermédio de Maria, gravado no Rio de Janeiro, com participações de sua mãe Divonete Silva, da Atriz e Cantora Zezé Motta e Adil Tiscatti. Adil estava presente na platéia e participou cantando com os artistas o hit"Agora só vou sair de bicicleta".

Júnior Cardoso

Entre os nomes consagrados que podiam ser vistos na platéia de Valmon e Junior, destacava-se o artista plástico Andrea Brandani, que está concluindo uma nova exposição, "Notáveis da MPB", imortalizando, em centenas de antigos discos de vinil, os nomes mais representativos de nossa música. A coleção tem a curadoria do consagrado musicólogo, pesquisador, jornalista e apresentador musical Ricardo Cravo Albin, diretor do Instituto Cravo Albin e autor do Dicionário da Música Popular Brasileira.

PREPARATIVOS PARA A VIAGEM

O show é uma preparação para a turnê que os artistas farão na Europa  no início do próximo ano, significando, segundo Valmon "num momento de celebração da vida, das conquistas e da exitosa carreira . O show musical contou com músicas já consagradas, como a originalíssima e bem humorada "Quebrou o meu anel de rubi", premiada pela Confraria Oficial dos Compositores do Rio de Janeiro e Ordem dos Músicos do Brasil. 

Sami Kontola

No Exterior, os dois artistas já receberam críticas positivas de renomados jornais como: Süddeutscher Zeitung e Bonner Rundschau (Bonn- Alemanha) que comparou os dois músicos a artistas consagrados como; Gilberto Gil, Caetano Veloso, Zé Ramalho & Co., considerando-os como autênticos representantes da nova geração da Música Popular Brasileira, ressaltando a qualidade de suas composições.

Félix Fraga

As músicas e esculturas de Valmon surpreendem, sobretudo porque nelas a realidade crua e cotidiana tem seus contornos redesenhados pelo sonho. Mas aí a imaginação, ao contrário de acobertar as dificuldades da vida, confronta aspectos políticos e sociais, marcados pela espiritualidade, amor, humor e sexualidade. 



Ao dotar de beleza elementos que normalmente são ignorados, ao usar materiais geralmente desprezados, ao cantar uma poesia estranha aos nossos ouvidos, Valmon se arrisca a usar a arte como fator de denúncia, de subversão. É nesse contexto que as obras de Valmon devem ser entendidas: legião de pretas-velhas, de “meninas de beira de estrada”, de amantes esculpidos e cantados, de anjos, de temporais, Borboletas e lua. Esses elementos em parte são frutos dos sonhos, mas estão ancorados na experiência do autor.


Recentemente, Valmon fez o maior sucesso ao apresentar suas mais recentes esculturas na Feira de Antiguidades da Gávea, onde exibiu, entre outras peças,  a estatueta que criou para o jogador Neymar, por ocasião da Copa do Mundo.
Valmon começou a sua carreira musical influenciado pela mãe, cantora da Rádio Mayrink Veiga. Na década  de 80, Valmon formou a sua primeira banda com o violonista Júnior Cardoso. e em 1999, gravou o Cd Lua, álbum de estréia lançado na Alemanha.
_ Em uma viagem que nós fizemos para a Ilha Grande, explica Valmon, nós conhecemos a alemã Vera Wieschermann que nos viu tocando. Ela faz turnê de artistas como Michael Jackson, Chico César, Daniela Mercury, e trabalhava no maior festival de música, teatro e dança de Munique. Então, ela nos convidou para participar desse festival e a[í não paramos mais.


A partir daí, esses dois moradores do Bairro de Fátima conquistaram os alemães com sua arte. Gravaram dois discos, participaram do filme "Samba Bavária", da TV alemã ARD, onde também atuaram como artistas e, mais recentemente, viajaram para participar do "Horizonte Festival", um festival de cultura mundial realizado em Koblenz. 
O Horizonte Festival é um evento que acontece todo ano em um castelo em Koblenz. E esse ano, nós seremos os únicos representantes brasileiros, diz, ressaltando que depois irá tocar no Night Club, uma sala de jazz muito conhecida na Alemanha.


O segundo CD da dupla, " Coisinha Verde", também foi gravado na Alemanha, no ano de 2004. Acústico, o CD mescla estilos abrangentes como baião, samba, jazz, rock, ciranda, afoxé e maracatu..
Valmon e Júnior Cardoso já abriram shows, na Alemanha, dos cantores Daúde e Chico César. Inclusive, as obras de Valmon foram expostas no Museu de Etnologia de Munique e visitadas por Gilberto Gil, quando Ministro da Cultura, que os convidou a abrir seu show na Alemanha, no ano passado. No Brasil, Valmon e Júnior Cardoso já tocaram na Rua do Lavradio, no Clan Café, no Varandas e no Dama da Noite. Valmon e Júnior Cardoso, atualmente, preparam o repertório para o próximo CD, com músicas inéditas.

COMO CHEGAR AOS ARTISTAS
Para contactar Valmon e Júnior Cardoso, o e-mail: valmon@valmonmusic.com, O telefone para contato no Brasil é +55-21-2224-6730. Para conhecer mais o trabalho de Valmon, entre nos sites www.valmonmusic.com e www.myspace.com/valmonmusic.


Valmon...







Júnior Cardoso...






 Sami Kontola...







Felix Fraga...



Momentos...






Depois do Show...