Pesquisar

sábado, 26 de julho de 2014

Almanaque Gaúcho,ZH.

SOBRE MODERNIDADES E ANTIGUIDADES




Mais de meio século atrás, Jet Jackson já usava celular no vídeo arredondado dos aparelhos de TV da época. Foto: Reprodução
Mais de meio século atrás, Jet Jackson já usava celular no vídeo arredondado dos aparelhos de TV da época. Foto: Reprodução

 Por Natacha Gomes


É engraçado como algumas coisas da nossa infância, aparentemente sem nenhuma importância, ficam profundamente gravadas em nossa mente. Na última segunda-feira, completei 63 anos, portanto, eu era criança quando a televisão chegou a Porto Alegre, em dezembro de 1959, com a inauguração da TV Piratini. Era uma novidade difícil de a gente desgrudar, e só não ficávamos o dia todo diante da tela de cantos arredondados porque a programação, de início, só começava no final da tarde.

Uma das primeiras séries que lembro ter acompanhado foi Jet Jackson. Ele era um piloto de avião de caça a jato que protagonizava inúmeras aventuras nos céus e na terra. Hoje, a todo momento tem alguém com um aparelho celular na mão, ao meu lado. No elevador, na fila, na sala de espera… e, inevitavelmente, a cena sempre me remete ao antigo seriado em que o personagem principal lançava mão de um pequeno aparelho que retirava do bolso para se comunicar. Não era um microfone com fio, como aqueles de transmissores de rádio. Era pequenino e… wireless.

Muitas das coisas que a ficção científica nos apresentou em filmes e livros agora convivem conosco sem causar nenhum espanto. Ainda não andamos por aí voando com uma turbina individual presa às costas, como no Command Cody, que nos fazia bater os pés no piso de madeira do Cine Rio-grandense nas tardes quentes de verão, mas já vimos algo parecido até ali no sambódromo do Rio de Janeiro. O “novo” já frequentava a casa da família Jetson há muito tempo.

Os anúncios abaixo, bem bolados pela agência de propaganda Moma, de São Paulo, para o evento MaxiMídia, em 2010, brincam com uma onda retrô que sente saudade de coisas que sequer envelheceram, mas que, sabemos, é só uma questão de tempo. O Orkut só voltou a ser lembrado quando, recentemente, foi anunciado que ele será extinto em 30 de setembro deste ano. Essa “antiga” rede social morre aos 10 anos. Mais ou menos a idade que eu tinha quando me espantava com o aparelhinho usado pelo Jet Jackson. Mas, sou obrigado a confessar, continuo me espantando com o celular, o Face, o Google, o Skype, o…