Pesquisar

sábado, 31 de maio de 2014

DO PORTAL BRASIL



TURISTAS CONTARÃO COM DIVERSAS OPÇÕES DE LAZER NAS CIDADES-SEDES




Fotos de divulgação



Estrangeiros e brasileiros serão atraídos pelo maior evento esportivo do mundo e poderão conferir atrativos naturais e riquezas culturais tipicamente brasileiras


Às vésperas da Copa do Mundo de Futebol, o setor de turismo está em pleno aquecimento frente à movimentação que se intensificará nas próximas semanas, em todo o Brasil com a proximidade da Copa do Mundo.

A estimativa do Ministério do Turismo é que o País receba cerca de 600 mil turistas estrangeiros e três milhões de brasileiros neste período. No total, foram investidos cerca de R$ 180 milhões em obras de sinalização, acessibilidade e centros de atendimentos aos turistas, a partir da Matriz de Responsabilidade da Copa.

O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) também destinou R$ 461 milhões a centros de convenções e eventos em 11 cidades. Além disso, o setor foi incluído no pacote de desoneração fiscal do Plano Brasil Maior do governo federal. Além de assistir aos jogos, os cerca de 3,6 milhões de visitantes esperados também devem conferir as belezas naturais e as riquezas históricas e culturais que fazem do país do futebol um dos principais destinos turísticos do mundo.

Fan Fests

As doze cidades-sedes receberão esse ano, no início dos jogos da Copa, celebrações que marcarão o início do grande evento. A Fan Fest é o evento público oficial da Copa do Mundo, em que ocorrerá a transmissão dos 64 jogos, shows culturais e oferecidas estrutura de lazer e entretenimento.

A iniciativa da FIFA surgiu após o imenso sucesso de eventos públicos não oficiais na Coreia do Sul durante a Copa de 2002. Então, a Fifa criou o Fan Fest, a partir do campeonato de 2006, na Alemanha. Na África do Sul, em 2010, o evento teve 31 dias de duração e foi organizado simultaneamente em 16 locais, nos cinco continentes.

Pontos turísticos e serviços nas cidades-sedes

O charme e o jeitinho mineiro de Belo Horizonte

Ela tem o charme e o jeitinho mineiro que o Brasil adora. Belo Horizonte, capital de Minas Gerais e cidade-sede da Copa do Mundo de 2014, é a terceira maior região metropolitana do País, com 4,8 milhões de habitantes. Fundada em 12 de dezembro de 1897, a capital mineira foi a primeira cidade planejada do País.

Belo Horizonte mantém um concurso anual para eleger os melhores bares em várias categorias. São 14 mil estabelecimentos dessa natureza, garantindo uma vida noturna bem agitada. O famoso tempero mineiro faz parte da cultura da cidade e atrai visitantes em busca de leitão à pururuca, tutu de feijão, vaca atolada (prato com costela de boi e mandioca), doces caseiros e outros sabores inesquecíveis. Belo Horizonte atende aos turistas com uma ótima rede de restaurantes de comida regional.

Entre seus pontos turísticos estão Mercado Central, Centro de Artesanato Mineiro (Ceart), Palácio das Artes, Circuito da Praça da Liberdade, Conjunto Arquitetônico e Paisagístico da Pampulha e o Instituto Inhotim.





Brasília como ícone de modernidade na arquitetura

Brasília, a capital do Brasil, é um Patrimônio Cultural da Humanidade, título concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Prédios homogêneos, ruas largas e arborizadas, parques e setores pensados no bem-estar da população e do visitante levam a assinatura dos mestres do urbanismo, Lucio Costa, e da arquitetura modernista, Oscar Niemeyer. Os monumentos de Brasília são únicos e dispostos de maneira a formar um museu a céu aberto. A vegetação típica de cerrado e a farta arborização das áreas urbanas fazem da capital, circundada pelo Lago Paranoá, uma cidade verde. São 120m² de área verde por habitante – valor quatro vezes superior ao recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Brasília está entre as dez cidades brasileiras com melhor Índice de Qualidade de Vida (IDH) e receberá cerca de 490 mil turistas para a Copa do Mundo, de acordo com estimativa do Ministério do Turismo. Serão sete jogos, entre eles, a disputa de terceiro lugar e um jogo da seleção brasileira da fase de grupos.

Ao longo de seus 112,25 km², que correspondem à maior área tombada do mundo, reúne atrações que remontam à construção da cidade, inaugurada em 21 de abril de 1960 pelo então presidente Juscelino Kubitschek, com o objetivo de integrar as diversas regiões do País em torno do Planalto Central. Os principais destaques ficam por conta das obras do arquiteto Oscar Niemeyer, entre elas a Praça dos Três Poderes e os Palácios do Planalto e da Alvorada.



Cuiabá e sua natureza combina história, sabores e negócios

Apelidada de “Cidade Verde”, a cidade de Cuiabá apresenta dois biomas fascinantes – o Pantanal e a Chapada dos Guimarães. Cidade-Sede da Copa do Mundo 2014 com quatro jogos da primeira fase, a capital do Mato Grosso é uma combinação de história, modernidade, sabores e negócios. Ela é situada no Centro Geodésico da América do Sul, ou seja, a parte mais central do continente. A realização do Mundial na cidade com quase 600 mil habitantes oferece uma grande oportunidade para quem quer conhecer uma natureza exuberante.

Viajando alguns quilômetros por estradas da capital de Mato Grosso, é possível pescar e conhecer a vida selvagem do maior santuário ecológico do planeta, o Pantanal, ou os cenários de pedra e as cachoeiras da Chapada dos Guimarães, a menos de 70 km da cidade.

Atualmente, o município desponta como uma potência agropecuária, com recordes nacionais de produção de soja, algodão e milho. O destino tem sido bastante procurado para o turismo de negócios e eventos. Quem vai a passeio não pode deixar de visitar o Museu Rondon do Índio, que possui acervo de várias etnias indígenas que há séculos habitam a região, e o Museu de Pedras Ramis Bucair, que reúne rochas, pedras preciosas e semipreciosas, além de peças de arqueologia.



Curitiba oferece qualidade de vida e clima sulista

A capital do Paraná é hoje considerada como uma das cidades com melhor qualidade de vida do Brasil. Quem diria que aquele pequeno povoado que reunia indígenas, portugueses e espanhóis se tornaria um exemplo e uma referência em planejamento urbano, transporte coletivo e sustentabilidade. Uma nova Curitiba surgiu no intervalo entre 1950, quando a cidade sediou duas partidas da Copa do Mundo da Fifa, e esta primeira década do século 21, quando novamente se prepara para receber mais um mundial de futebol.

A capital do Paraná, até então tranquila, com ares provincianos e áreas de perfil rural dentro de seu perímetro, transformou-se numa cidade totalmente urbanizada, moderna e dinâmica. Uma metrópole com 1,8 milhão de habitantes que é a maior da Região Sul e a sétima cidade mais populosa do Brasil. Entre seus principais pontos turísticos temos Jardim Botânico, Memorial da Cultura Polonesa e o Centro Histórico, além da Ópera de Arame e Espaço Cultural Paulo Leminski.



Fortaleza tem sol o ano inteiro em praias urbanas

Metrópole moderna inspirada no projeto arquitetônico das ruas de Paris, a noite de Fortaleza oferece aos moradores e aos turistas da cidade bares e restaurantes com grande diversidade de opções. Fortaleza oferece também praias repletas de restaurantes e bares, que transformam o dia de qualquer pessoa em uma experiência sensorial.

Cercada por dunas brancas de areia fina, a capital cearense captura os visitantes em uma mistura de luminosidade e praias. Os moradores locais estão sempre dispostos a contribuir com dicas ou explicações sobre as delícias regionais. Cumbuco e Porto das Dunas são algumas das praias próximas à Fortaleza. A região oferece ainda um grande parque aquático.

A cidade foi fundada em 1726, ao redor do rio Pajeú, e hoje conta com mais de dois milhões de habitantes. Sede da Copa do Mundo com seis jogos, a capital cearense se prepara para receber 65,3 mil turistas estrangeiros e 337,4 mil visitantes brasileiros para a Copa do Mundo, segundo estimativas do Ministério do Turismo.

Além das praias, conta com outros atrativos naturais, como a Reserva Ecológica de Sabiaguaba. Museus, igrejas e centros culturais completam a rota.O estado possui um dos maiores potenciais eólicos do País, graças aos ventos fortes, principalmente no litoral. Além de proporcionar energia limpa, iniciativa considerada modelo, também propicia a prática de esportes como o windsurfe e o kitesurf, que dependem dessa característica.



Manaus: cidade no meio de uma floresta

O Amazonas é o maior estado brasileiro e um dos locais mais famosos em todo o mundo por estar localizado em meio à maior floresta tropical do planeta. Com mais de 1,5 milhão de km2, sua área equivale ao território somado da França, Espanha, Suécia e Grécia, a floresta atrai turistas de todo o mundo maravilhados com a natureza exuberante, densa e marcante deste bioma brasileiro. Por ser a porta de entrada para a Região, Manaus é uma das cidades brasileiras mais conhecidas no exterior. Localizada na junção dos rios Negro e Solimões, foi o centro da cultura da borracha entre 1879 a 1912. Durante essa fase, passou por um grande desenvolvimento econômico, social e cultural que, até hoje, pode ser observado em monumentos de grande beleza, como o Teatro Amazonas e o Mercado Municipal, dois dos ícones desse momento da história local.

Uma cidade moderna e singular, hoje Manaus equilibra a economia entre produção industrial e o cuidado com o meio ambiente, que tanto orgulha os manauaras, como são conhecidos os habitantes da cidade. Além da indústria, o turismo, principalmente de negócios e aventura, é outro dos motores econômicos da capital amazonense. Além de uma grande rede hoteleira e de restaurantes onde figuram, com destaque, pratos preparados à base de peixes amazônicos como o tucunaré e o pirarucu, Manaus oferece confortáveis e até luxuosos hotéis de selva localizados na sua área metropolitana, ideais para os amantes da natureza.

Para os praticantes do ecoturismo, poucos destinos são tão encantadores. A cidade conta com importantes parques e reservas e a possibilidade de avistar centenas de espécies típicas da região, como o peixe-boi-amazônico, as araras e centenas de outros. A riqueza hídrica única proporciona fenômenos como o Encontro das Águas, quando as águas barrentas do rio Solimões se misturam às escuras do Rio Negro.



Natal e suas praias de águas mornas

Um dos litorais mais famosos e mais procurados por brasileiros, e por um número cada vez maior de estrangeiros, a costa do Rio Grande do Norte faz uma esquina no Atlântico, no alto do Brasil. A capital do estado, Natal, reúne praias belíssimas, dunas e rica cultura. A cidade tem esse nome porque, no dia 25 de dezembro de 1597, o Almirante Antônio da Costa Valente e seus homens adentraram a barra do Rio Potengi, depois de várias tentativas de colonização frustradas. Tal data tornou-se o aniversário da capital. Com o fortalecimento de sua economia e do turismo, a cidade passou a exibir uma das melhores qualidades de vida e estrutura urbana do Nordeste brasileiro.

Quem tiver a sorte de aproveitar os quatro jogos da Copa do Mundo da Fifa 2014 na capital potiguar poderá optar também por conhecer um pouco mais sobre as mais diversas opções turísticas da cidade, como a praia da Pipa, a pouco mais de 50 quilômetros ao sul, onde é possível avistar golfinhos e aproveitar as grandes ondas que atraíram os surfistas para o local ainda na década de 1970.

Cerca de 40 quilômetros à frente, mais um espetáculo aguarda o visitante: a Baía Formosa encanta com sua formação de falésias e dunas brancas. O local ainda não foi completamente descoberto, por isso preserva partes quase intocadas. Além dos mais de 400 quilômetros de praias e paisagens que encantam os visitantes, o Rio Grande do Norte conta com boa infraestrutura hoteleira e de serviços.



Porto Alegre é formada por tradições, sotaques e etnias

Uma região rica em cultura, de excelente gastronomia e a maior produtora de vinhos brasileira, o Rio Grande do Sul reserva a seus visitantes uma imensa hospitalidade em suas montanhas frias no inverno, nas estâncias dos pampas - onde se pode observar de perto as tradições gaúchas (que incluem o churrasco e o chimarrão) - e na capital Porto Alegre, sede cultural do estado e palco de cinco partidas da Copa do Mundo da Fifa 2014. Quatro pela primeira fase e uma das oitavas de final. Todos os jogos serão disputados no Beira-Rio, estádio do Internacional (RS).

Quem lá aportar durante o torneio rapidamente conhecerá o Rio Guaíba, que recorta a capital gaúcha de norte a sul e lhe proporciona uma orla de 72 km de extensão. Porto Alegre é uma cidade cosmopolita e que sabe valorizar as múltiplas expressões e as diferentes origens étnicas e religiosas que formam sua cultura. Hoje, com mais de 1,4 milhões de habitantes, tornou-se um polo comercial de bens e serviços e um reduto da tecnologia a serviço da população. Multifacetada também na paisagem, Porto Alegre tem opções de lazer que vão de teatro, música, literatura, a cinema e artes plásticas. É uma agenda de eventos que se distribuem em 13 centros culturais, 50 museus e memoriais, mais de 30 espaços teatrais e 64 salas de projeção.

Entre os atrativos culturais, de lazer e históricos estão prédios antigos em estilo neoclássico que fazem parte do roteiro turístico. Os destaques são a Catedral e a Cúria Metropolitana, a Casa da Junta - hoje Memorial do Legislativo, o Palácio do Ministério Público, o Palácio Piratini – sede do governo- o Theatro São Pedro e o Museu Júlio de Castilho.



Recife, capital da folia nas ruas

 Recife é a maior aglomeração urbana do Nordeste e a capital mais antiga do Brasil, fundada em 1561. A cidade mantém-se na posição de vanguarda, com projetos como o Porto Digital, com cerca de cem empresas que fazem da cidade um dos principais polos de tecnologia da informação do País, e com sua produção cultural intensa e original, em que convivem o moderno e o tradicional. Com quase 1,5 milhão de habitantes, à beira-mar e fluvial, a capital pernambucana se caracteriza por uma feliz combinação de praias, temperatura média de 25 graus, história e cultura que atraem milhões de turistas.

A cidade é o sexto destino turístico de viagens mais visitado por brasileiros que sonham conhecer algum lugar do Brasil, de acordo com uma pesquisa do Ministério do Turismo.

São menos de 200 km de litoral, mas para Pernambuco essa extensão é mais do que suficiente para abrigar alguns dos cenários mais paradisíacos do Brasil. Pode ser ao norte, onde um pouco afastado da costa fica o santuário dos golfinhos: as águas azuis e mornas, de Fernando de Noronha. Pode ser também mais próximo a Recife, a capital, onde fica Boa Viagem, um dos destinos mais tradicionais entre brasileiros e estrangeiros. Pode ser ainda caminhando pelas areias brancas de praias lindas e badaladas, como Porto de Galinhas. Recife é ainda berço das apresentações populares de rua e da cultura culinária típica, sendo o primeiro polo gastronômico do Norte e Nordeste - e o terceiro do Brasil.




Rio de Janeiro é inspiração para os visitantes

Considerado o cartão-postal brasileiro, o Rio de Janeiro é o ponto mais conhecido do Brasil no exterior. Além de lindas praias e atrações naturais em profusão, lá estão referências internacionalmente conhecidas, como o Cristo Redentor, o Maracanã e o Pão de Açúcar. O Carnaval mais famoso do Brasil e os luxuosos desfiles de escolas de samba também acontecem na Cidade Maravilhosa. Segundo estado mais populoso do País, o Rio tem cada vez mais se tornado um destino para turistas de todo o mundo. Foi a sede da final da Copa das Confederações e receberá sete jogos do Mundial de 2014, incluindo a final.

No Rio, há a infraestrutura de uma metrópole, uma das maiores florestas urbanas do mundo, a brisa marítima das praias e o ar fresco das montanhas. No Rio, grande parte da vida social acontece nas praias, lugar onde moradores e turistas se misturam. Os cariocas gostam de caminhar, ler e jogar bola na praia, muitas vezes misturando várias modalidades. A praia é centro das atenções para quem chega à cidade, que aproveita de sua bonita paisagem para viver ao ar livre. Passeio de bicicletas, caminhadas e corridas à beira-mar e almoços em pequenos e charmosos restaurantes são o cotidiano do carioca, que recebe seus turistas com simpatia e os inclui na rotina saudável da cidade.

Programa imperdível para quem está na cidade é acompanhar o espetáculo do por-do-sol no Arpoador, um dos pontos mais queridos pelos moradores. É uma tradição aplaudir a natureza pelo belíssimo espetáculo proporcionado gratuitamente todos os dias.

A cidade do Rio de Janeiro segue inspirando cantores, poetas e pintores durante décadas, transformando esse belo espaço geográfico em referência nacional para manifestações políticas, artísticas e culturais.



Salvador e sua baianidade encanta a todos

O Brasil começou pela Bahia. Foi em Porto Seguro, no sul do Estado, onde hoje é a Baía de Cabrália, que Pedro Álvares Cabral aportou em busca de um “porto seguro” para as naus portuguesas. Foi lá a celebração da primeira missa que marcou a chegada dos portugueses ao País, em 1500. As primeiras vilas surgiram ali e a primeira capital brasileira foi Salvador, detentora hoje de uma cultura rica e conhecida no mundo todo.

Uma das sedes da Copa do Mundo, Salvador surpreende o visitante como uma cidade pulsante. Com três milhões de habitantes, é um grande centro urbano entre os três maiores do País, e também no ranking das maiores cidades do mundo. Além disso, tem a vantagem de não perder a fama de cidade histórica não ofuscando o conjunto de monumentos como Pelourinho, que lhe conferiram o título de Patrimônio Cultural da Humanidade.

Também está em Salvador o maior número de descendentes das diversas nações africanas fora da África. Mais de 80% dos soteropolitanos são afrodescendentes e sua influência se faz sentir hoje em todos os aspectos da vida na cidade, da comida à musicalidade inerente aos baianos.

Deixando a capital, a Bahia oferece incontáveis praias ao longo de mais de mil quilômetros de litoral, entrecortado por matas, lagoas e acidentes geográficos que tornam suas paisagens inesquecíveis. O estado oferece roteiros organizados e muito bem estruturados para receber turistas: de resorts luxuosos e de padrão internacional, à pousadas mais simples em vila de pescadores.

No interior, reservas ecológicas atraem aqueles que buscam roteiros de aventura e ecoturismo, como a Chapada Diamantina. Ainda no sertão, cresce o enoturismo no Vale do Rio São Francisco, feito até pouco tempo considerado impossível, uma vez que o clima tropical e seco nunca havia sido adequado para o cultivo de vinhedos. Hoje a região já produz 15% do vinho brasileiro, atrás do Vale dos Vinhedos, no Sul, tradicional produtor.



São Paulo: capital da cultura, gastronomia e entretenimento

A vocação natural do estado de São Paulo é o turismo de negócios, em suas diversas possibilidades (congressos, convenções, seminários, feiras industriais, viagens de representação, compras, etc.), não só na capital, mas em vários municípios do interior como Campinas, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. Cerca de 80% dos grandes eventos que acontecem no Brasil ocorrem no Estado de São Paulo.

São Paulo é um estado que reserva muitas surpresas aos seus visitantes. Da cosmopolita capital, às praias, montanhas rios e florestas preservadas, não faltam atrações para quem chega a passeio ou negócios. Pouco maior do que a Grã-Bretanha, São Paulo tem a fama de ser um estado que acolhe a todos: são mais de 70 nacionalidades que vivem em SP. A cidade conta com a maior comunidade italiana fora da Itália.

São Paulo tem como traços mais marcantes o empreendedorismo e o trabalho. A fama de trabalhador sério acompanha os paulistas desde a fundação de sua primeira vila, São Vicente, a mais antiga do País, quando imediatamente os jesuítas e os primeiros colonos começaram a desenvolver agricultura de subsistência.

A capital do estado ostenta o título de maior cidade do hemisfério sul e uma das mais populosas do mundo. São Paulo é o centro mais cosmopolita do País. Capital da cultura, da gastronomia, do entretenimento, especialmente o noturno, da economia, da moda e muito mais. É lá que será realizada a partida de abertura da Copa do Mundo da Fifa, na Arena Corinthians, em 12 de junho de 2014. O estádio receberá outros cinco jogos do torneio. São Paulo tem tudo que o visitante espera e a qualquer hora do dia.

São Paulo tem sempre uma oferta que pode interessar: 260 salas de cinema, 181 casas de espetáculos, 79 shoppings, 75 parques e áreas verdes, 90 bibliotecas, inúmeras casas noturnas e bares, festas e exposições. São Paulo não para. Não bastassem as atrações permanentes da cidade, o calendário de eventos locais – com peso internacional – atrai ainda mais os turistas, seja em busca de espetáculos artísticos e culturais, como a Bienal de Arte, eventos temáticos como a maior Parada Gay do mundo, ou os aficionados por esportes, como a Fórmula 1, a Fórmula Indy e o futebol.





Fontes:Ministério do Turismo
Portal Brasil